PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Copa Mitsubishi em Ilhabela terá mulher comandando homens

Antonio Alonso

26/05/2022 20h50

A notícia nem deveria virar manchete, mas se tratando de uma modalidade ainda com mais homens competindo do que mulheres vale, e muito, o destaque.

Mesmo com o crescimento da vela feminina e os incentivos olímpicos colocando meio a meio para Paris 2024, mais homens estão comandando equipes em regatas.

Na segunda etapa da Copa Mitsubishi 2022, que começa neste fim de semana, 28 e 29 de maio, em Ilhabela (SP), o barco Phytoervas 4Z terá Renata Bellotti no timão.

A velejadora de 35 anos tem experiência em dezenas de campeonatos nacionais e internacionais.

Renata Bellotti volta a competir gradualmente de vela oceânica após ser mãe do pequeno Luca, que hoje tem 2 anos e 5 meses.

A bordo do Phytoervas 4Z, a velejadora paulista espera ajudar o time a brigar pelas primeiras posições na classe ORC no campeonato.

"Esperamos fazer bonito nessa etapa da Copa Mitsubishi. A equipe Phytoervas está muito treinada e apesar de eu não competir sempre com eles, conheço muito dos integrantes e acredito que vamos desempenhar um bom resultado", explicou Renata Bellotti, que estará ao lado do irmão Marcelo Bellotti na ilha.

Na foto acima de Fred Hoffmann, Renata comanda o Alpha Instrumentos em 2013. Esse é uma HPE, agora ela terá um S40 e outros 10 marmanjos pra comandar.

Know how Renata tem de sobra para guiar o Phytoervas 4Z ao lado dos companheiros de equipe. A velejadora chegou a fazer esta função e outras nos barcos Doox, Montecristo, ESPN Brasil, BMW, Alpha Instrumentos e outros times.

Além da ORC, a Copa Mitsubishi conta com as classes BRA-RGS, C30 e HPE25. A conclusão da segunda etapa será nos dias 4 e 5 de junho, no mesmo local.

"Velejar em Ilhabela é sempre um presente, participar da Copa Mitsubishi é sempre uma honra, estive distante por questões de agenda, mas estou de volta", completou Renata Bellotti.

A timoneira Renata Bellotti será peça-chave no barco Ruda XX na semana da ilha, ao lado de Daniela Sanchez, Andrea Grael, Mônica Camargo e Valéria Ravani, veleiro 100% feminino inscrito nas provas da 49ª edição do evento.

A velejadora é mãe de Luca e esposa de Juan de la Fuente, experiente atleta de vela oceânica do país. Além dos treinos de regata e do trabalho como fisioterapeuta, Renata Bellotti sempre leva a tira colo seu pequeno para conhecer o mundo. Mas desta vez em Ilhabela (SP), Luca ficará com a avó e com o pai.

Leia o que ela escreveu na íntegra

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas