Sobre as Águas http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br Informação e opinião sobre vela, náutica, navegação e mar em geral. Sat, 25 May 2019 18:44:30 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Visita de franceses a Salvador na TJV http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/25/visita-de-franceses-a-salvador-na-tjv/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/25/visita-de-franceses-a-salvador-na-tjv/#respond Sat, 25 May 2019 18:44:30 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4325 A comissão organizadora da Transat Jacques Vabre visitou no mês de maio os representantes locais de Salvador, capital da Bahia, que receberá os barcos da próxima edição. A largada da regata em duplas pelo oceano Atlântico será dia 27 de outubro, em Le Havre, na França, com chegada de 7 a 17 de novembro, em Salvador.

A prova terá ao todo 4.350 milhas náuticas ou mais de 8 mil quilômetros.

Os representantes da Transat Jacques Vabre, Gildas Gautier, Francis Le Goff e Raquel Cruz se reuniram com as autoridades locais, entre elas a Marinha do Brasil, assim como as secretarias de Turismo estadual e municipal, co-organizadoras da regata.

”Nós estamos muito contentes de contar com o Governo do Estado da Bahia e a Prefeitura de Salvador para a organização desta que será uma edição recorde em número de participantes”.

”Ambos reagiram de maneira positiva ao desafio de acolher quase 60 barcos, o que representa um investimento importante, mas duradouro para a marina pública de Salvador”, comentou Gildas Gautier, diretor-geral do evento.

Os mais 50 barcos já confirmados para a Transat Jacques Vabre ficarão atracados no Terminal Turístico Náutico da Bahia (TTNB), no bairro Comércio.

No local, atrás do Mercado Modelo, será instalada uma Vila da Regata com atrações gratuitas para os visitantes, incluindo shows, visitação de veleiros e outras atividades voltadas ao público local de 7 a 17 de novembro de 2019.

Após a chegada em Salvador, os mais de 50 barcos das categorias IMOCA, Multi50 e Class40 participarão ainda de uma mini-regata na Baía de Todos-os-Santos.

 

 

]]>
0
Fim de semana de boas notícias na vela http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/19/fim-de-semana-de-boas-noticias-na-vela/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/19/fim-de-semana-de-boas-noticias-na-vela/#respond Sun, 19 May 2019 19:52:55 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4321

 

Na sexta-feira, o país garantiu  classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 na classe Finn, graças do bom desempenho de Jorge Zarif no Campeonato Europeu de Atenas, na Grécia.

O brasileiro terminou a competição na sétima colocação no geral (111 pontos perdidos).

Vou disputar as Olimpíadas de Tóquio em 2020! Em um dia sem regatas, estou classificado para a medal race do Europeu de Finn, na Grécia e conquistei uma das 4 vagas olímpicas! Feliz demais por alcançar meu objetivo! Obrigado a todos pela torcida! Brasil!”

Agora as vagas estão confirmadas nas seguintes classes:

 

Finn

49erFx

Laser

Nacra 

]]>
0
Desconto só para filiados na Semana de Vela http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/10/desconto-so-para-filiados-na-semana-de-vela/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/10/desconto-so-para-filiados-na-semana-de-vela/#respond Fri, 10 May 2019 19:03:04 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4318 A organização da Semana Internacional de Vela de Ilhabela mudou de ideia em relação aos descontos integrais aos velejadores de RGS.

Segundo um comunicado no site do evento, que será de 13 a 20 de julho deste ano, a ABVO pediu para a regata rever os critérios de desconto para a classe, uma das que possuem mais barcos medidos.

A redução de 30% só vai permanecer pra quem for filiado à entidade ABVO…

Olhando no próprio site do evento, são 10 RGS já confirmados dos 30 do campeonato até o momento.

Esse número, claro, deve aumentar.

Saiba mais em http://www.sivilhabela.com.br/barcos-inscritos/

Veja o comunicado!

Atendendo à pedidos da ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano, a comissão organizadora da 46ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela fará uma alteração nos critérios de inscrições dos barcos que medem na classe RGS.

Após o dia 11 de junho, o desconto de 30% para a categoria só será válido para os veleiros afiliados à entidade ABVO. Caso contrário, os valores vigentes serão os da tabela ORC, IRC, C30, HPE 30 E HPE 25.

Para as categorias dos barcos Clássicos e Bico de Proa, o desconto de 30% na inscrição está mantido.

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela reforça a importância da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano como fomentadora da modalidade no País.

]]>
0
Lars Grael encerra carreira internacional no Europeu de Star da SSL http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/08/lars-grael-encerra-carreira-internacional-no-europeu-de-star-da-ssl/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/08/lars-grael-encerra-carreira-internacional-no-europeu-de-star-da-ssl/#respond Wed, 08 May 2019 19:58:03 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4315

Lars Grael e Samuca na SSL Finals nas Bahamas / Marc Rouiller / SSL

Além da importância do cobiçado título da vela, o Campeonato Europeu da Classe Star de 2019 terá outros motivos que justificam a possibilidade de mais de 100 barcos no lago de Riva del Garda, ao norte da Itália, de 15 a 19 de maio. A competição terá o status de SSL Breeze Grand Slam, da Star Sailors League (SSL), e marcará a despedida internacional da classe, do medalhista olímpico e campeão mundial Lars Grael.

“O primeiro álbum da carreira solo do Beatle George Harrison chama-se ‘All Thing Must Pass’ (todas as coisas devem passar) e traz reflexão quanto à transitoriedade na vida. Nesse momento de decidir com a razão, sentir as limitações do corpo e ouvir o coração, optei por encerrar minha carreira internacional na ultracompetitiva Classe Star. Encerrar, porém, com equilíbrio e sentimento de dever cumprido”, considera Lars Grael.

Aos 55 anos, Lars coleciona títulos e outras conquistas que lhe transformaram em referência na vela mundial. O próprio velejador divide sua vitoriosa carreira em duas etapas. A primeira, desde a iniciação, tendo como meta as duas medalhas olímpicas na Classe Tornado, até o acidente em 1998. A segunda, é a que se encerra na próxima semana. “Era uma necessidade de provar, sobretudo para mim mesmo, do que minha força de vontade seria capaz após o acidente”, enfatiza Lars.

Em 19 anos de Classe Star, Lars destaca o título mundial de 2015 na Argentina, ao lado de Samuel Gonçalves, entre suas principais conquistas. A dupla ainda foi vice-campeão mundial em 2017 e conquistou o bicampeonato (2014/15) da tradicional Bacardi Cup, inédito para a vela brasileira. Lars ainda somou mais sete títulos intercontinentais entre os campeonatos Sul-Americano e Hemisfério Ocidental, e outros 16 em competições nacionais.

“Entre as principais razões para a decisão, destaco o elevado custo de me autofinanciar nas competições internacionais desde a descontinuidade do meu último patrocinador em 2015. Não acho justo sangrar as contas da família. Vou me dedicar às palestras que sempre apresento com entusiasmo e à consultoria esportiva no Grupo Globo. Por questão de ética e consciência nunca reivindiquei o benefício Bolsa-Atleta, ao qual sempre tive direito”, revela Lars, apesar das dificuldades para obter patrocínio.

Mais um campeão a bordo – Lars correrá o Europeu de Star ao lado de Pedro Trouche, atual campeão da SSL Finals das Bahamas com Jorge Zarif. Seu tradicional proeiro, Samuel Gonçalves, formará dupla com o holandês Haico de Boer. A troca se deve à gravidez da esposa de Samuca, que não correria o Mundial de Star com Lars em junho, também na Itália, devido à previsão do nascimento de seu filho no mesmo período das regatas.

Após reflexão consciente e a escolha oportuna para mudar os rumos competitivos, Lars aproveita o momento para expressar gratidão. “Agradeço a cada proeiro com quem dividi minhas emoções nas raias. Meu maior agradecimento vai para minha esposa Renata que sempre me ofereceu apoio, carinho, dedicação, torcida e companheirismo; assim como para meus três filhos que sempre compreenderam minha ausência diante da paixão pela vela”.

O Campeonato Europeu de Star – SSL Breeze Grand Slam – renderá 2.500 pontos no Ranking da Star Sailors League à dupla campeã. A pontuação fica abaixo apenas da SSL Finals, que oferece 4.000 pontos. O Brasil ainda terá no Lago de Garda, Robert Scheidt e Henry Boening, e os proeiros Bruno Prada, com Augie Diaz (EUA), e Arthur Lopes com Paul Cayard (EUA). “Não significa o adeus à vela. Velejador que é velejador, navegará até seus últimos dias”, conclui Lars Grael.

]]>
0
Marinha alerta para ressaca no Litoral Norte http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/08/marinha-alerta-para-ressaca-no-litoral-norte/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/08/marinha-alerta-para-ressaca-no-litoral-norte/#respond Wed, 08 May 2019 16:41:36 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4313 Atenção velejadores e amantes do mar de Ilhabela e região

A Marinha do Brasil emitiu aviso de “Ressaca” para as regiões entre Santos (SP) e Cabo de São Tomé (RJ), válido até o dia 10.

Ondas de 2,5 metros vão vir junto com a mudança de tempo!

Isso pode trazer chuva e ventos fortes no litoral paulista entre esta terça e quarta-feira, 7 e 8.

Segundo meteorologistas, são esperadas rajadas de vento entre 40 km/h e 80 km/h, além de chuvas moderadas que podem causar alagamentos. O mar fica agitado e pode afetar a travessia de balsas.

]]>
0
Marinha do Brasil na Semana Internacional de Vela de Ilhabela http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/06/marinha-do-brasil-na-semana-internacional-de-vela-de-ilhabela/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/06/marinha-do-brasil-na-semana-internacional-de-vela-de-ilhabela/#respond Mon, 06 May 2019 19:02:32 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4309 A Marinha do Brasil novamente apoia a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, principal evento de vela oceânica da América do Sul. As regatas serão disputadas de 13 a 20 de julho no litoral norte paulista e devem reunir barcos de oito classes diferentes.

A prova de abertura da competição também está ligada às Forças Armadas. A tradicional Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil leva os barcos à uma disputa longa, superior a 55 milhas, contornando a ilha de Alcatrazes. A regata ocorre desde 1996.

Além de oferecer segurança aos competidores, que passam de 1.000 todos os anos, a Marinha do Brasil participa com equipes formadas por aspirantes da Escola Naval.

Em 2018, a Escola Naval participou da competição com quatro barcos: Cherne, Dourado, Marlim e Sargaço. O terceiro lugar da Classe RGS-A foi conquistado pela tripulação do Sargaço, sob o comando do aspirante Matheus Crispim.

”Para a Marinha do Brasil, a Semana de Vela é uma oportunidade de divulgação da mentalidade marítima na sociedade, identificando no mar sua importância e potencialidades, bem como a segurança da navegação, prevenção da poluição hídrica nos mares e a salvaguarda da vida humana”, disse o Capitão de Fragata Wagner Goulart de Souza.

Nos últimos três anos, a Marinha do Brasil enviou o barco Cisne Branco, NDCC Garcia D’Avila e o NSS Felinto Perry.

foto de edu grigaits

]]>
0
Pete Burling de olho na Ocean Race http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/05/04/4305/ Sat, 04 May 2019 20:15:09 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4305 Neozelandês Pete Burling disputou a Volvo Ocean race em 2017-18 com o Team Brunel.

O velejador campeão olímpico e comandante do atual vencedor da America’s Cup quer voltar a correr a volta ao mundo.

O país já tem definida uma campanha para a próxima edição, que será em 2021-22.

O time kiwi será liderado por Bianca Cook e Tony Rae e o barco usado será um VO65.

A The Ocean Race também terá os IMOCA na linha de largada.

”A Nova Zelândia tem muita história desde a Whitbread até a Volvo Ocean Race.  Agora é a Ocean Race. Seria uma pena se não houvesse um barco Kiwi no auge da regata e estamos tentando muito conseguir mais essa participação”, disse Pete Burling.

Mas Pete Burling terá de defender seus títulos da América’s Cup e da olimpíada na classe 49er.

“Temos muito a fazer agora, concentrando-nos na 49er e na America’s Cup, que são ambos grandes desafios, mas com certeza seria muito legal ver um barco da Nova Zelândia na linha de partida em 2021, e eu realmente gostaria de estar envolvido. ”

Pete Burling tem 27 anos e corre ao lado no 49er do compatriota Blair Tuke.

“O futuro da The Ocean Race é definitivamente emocionante – especialmente porque agora existe esse componente de design aberto para ele novamente”, disse Burling.

”O One-Design teve suas vantagens, mas acho que alguns dos velejadores que fizeram a última regata provavelmente ficaram um pouco frustrados com algumas das coisas nos barcos. Vai ser legal ter algo um pouco mais relacionado ao design e um pouco mais rápido”.

 

]]>
Ocean Race ganha prêmio da BT Sports http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/04/28/ocean-race-ganha-premio-da-bt-sports/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/04/28/ocean-race-ganha-premio-da-bt-sports/#respond Sun, 28 Apr 2019 21:17:12 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4300 A Ocean Race, antiga Volvo Ocean Race, ganhou dois prêmios da indústria esportiva, o chamado BT Sport Industry Awards

A regata levou o prêmio Cutting Edge Sport e o de Desenvolvimento Social e Sustentável. A campanha de sustentabilidade da edição de 2017-18 da The Ocean Race, com foco na redução da quantidade de plástico que entra nos nossos oceanos, foi coroada.

O Prêmio de Desenvolvimento Social e Sustentável foi apresentado pelo ex-primeiro ministro britânico Tony Blair e pela velejadora Dee Caffari em uma cerimônia ocorrida em Londres na quinta-feira passada

”Nós usamos nossa influência e plataforma para inspirar milhões de pessoas em um evento esportivo global de nove meses e estamos honrados por ter sido reconhecido pelo impacto desta campanha inovadora”, disse Richard Brisius, co-presidente da The Ocean Race.

”Ao envolver políticos e líderes empresariais para implementar mudanças nas políticas e práticas para enfrentar a crise do plástico oceânico, buscamos compromissos claros e de longo prazo para um mar mais limpo e saudável e estamos orgulhosos de ter deixado um legado duradouro”.

“A sustentabilidade está integrada no DNA da The Ocean Race e prometemos usar o momento que construímos como um catalisador para continuar nossa missão de restaurar a saúde oceânica”.

A Ocean Race anunciou recentemente que a 11th Hour Racing, parceira fundadora do programa de sustentabilidade, retornaria para a próxima edição da regata como parceira.

A Bluewater também confirmou que retornará como fornecedora oficial de água potável, em uma tentativa de reduzir a dependência global de plásticos de uso único, baseando-se no trabalho já iniciado.

Os juízes do prêmio da Cutting Edge Sport disseram que “admiraram o uso avançado da tecnologia para melhorar a cobertura da navegação pela mídia, tornando-a um esporte mais imersivo e acessível”.

A Ocean Race inscreveu a primeira cobertura social ao vivo e a narração de histórias “RAW” da regata – destacando os primeiros sucessos, como cenas de drone ao vivo no Oceano Antártico.

A próxima edição da Ocean Race está programada para começar no segundo semestre de 2021 em Alicante, na Espanha.

]]>
0
Laser muda de nome http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/04/27/4296/ Sat, 27 Apr 2019 19:27:56 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4296

 

A International Laser Class Association (ILCA) anunciou que, a partir desta temporada, todos os novos barcos aprovados pela classe serão vendidos  com o nome “ILCA Dinghy”.

Esta mudança não terá impacto sobre barcos e equipamentos existentes e autorizados pela ILCA, que poderão competir ao lado dos ILCA Dingues em todos os eventos sancionados pela classe.

Esta ação segue o movimento da ILCA no mês passado  para trocar o construtor do veleiro, a LaserPerformance (LP)

A ILCA disse que eles violaram os termos do acordo de construção, que visa garantir igualdade em todos os veleiros da categoria

A ILCA precisava alterar o nome do barco, pois a LP detinha os direitos da marca.

O barco tem sido o equipamento olímpico usado para o evento One Person Dinghy desde os Jogos de Atlanta 1996, quando Robert Scheidt foi campeão olímpico.

O brasileiro ainda foi prata em 2000 e ouro novamente em 2004.

Robert faz campanha para sua sétima olimpíada ainda na categoria dos Laser.

Nenhuma decisão foi tomada ainda sobre os equipamentos para os eventos nos Jogos de Paris 2024.

“É uma grande mudança para uma classe em nossos quase 50 anos de história”, disse o presidente  Tracy Usher. “Nossa equipe tem trabalhado incansavelmente para garantir o mínimo de transtornos aos membros da ILCA e aos velejadores de classe no mundo”.

Tracy Usher salientou que a mudança de nome será aplicada a todos os três tamanhos de equipamento permitidos pelas Regras de Classe da ILCA (Standard, Radial e 4.7 rigs) e as novas velas de classe terão o logo atualizado da ILCA.

 

 

]]>
Brasileiro de Oceano 2019 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/04/26/brasileiro-de-oceano-2019/ http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/2019/04/26/brasileiro-de-oceano-2019/#respond Fri, 26 Apr 2019 21:26:57 +0000 http://sobreasaguas.blogosfera.uol.com.br/?p=4293 O Campeonato Brasileiro ABVO terminou em Búzios (RJ) no fim de semana!,
E os resultados foram até previsíveis:
Na ORC, o barco Crioula 29 que faturou o segundo título seguido, e o Rio de Janeiro faturou o caneco com o barco Danadão na classe IRC.
O Crioula é o grande bicho papão da vela oceânica ao lado do Pajero do Eduardo Souza ramos.
Ganhou a Semana Internacional de Vela de Ilhabela com direito a recorde de Alcatrazes em 2018.
E olha que o Samuel Albrecht estava meio de molho,
“É muito legal pois as condições climáticas aqui sempre ajudam. Na primeira regata tivemos problemas, tivemos que voltar rápido para a marina para consertar e foi ótimo poder sair com a vitória a seguir”, disse Fabrício Streppel, do Crioula.
A segunda colocação geral ficou com o Angela VI, do Rio de Janeiro, e o terceiro lugar ficou com o Santa Fé V, barco do Rio de Janeiro vencedor na categoria B da classe.
Na classe B da IRC o barco Esculacho, do Rio de Janeiro, ficou com o título e o Dona Bola, também do Rio, terminou com o segundo posto.
Gabriel Heusi / Heusi Action 
]]>
0