PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Dalin domina regata Guyader Bermudes 1000

Antonio Alonso

16/05/2022 23h30

A prova Guyader Bermudes 1000 Race teve mais um show do francês Charlie Dalin a bordo de seu IMOCA Apivia.

A regata, que teve entrada recorde de 24 velejadores em solitário, chegou ao seu final no fim de semana com vitória do favorito ao título.

Charlie Dalin que venceu a Transat Jacques Vabre no Brasil em 2019 com seu moderno 60 pés fez percurso da Guyader Bermudes em 4 dias, 10 horas e 47 minutos.

O segundo colocado foi o compatriota Jérémie Beyou com seu IMOCA Charal em 5 dias e 2 horas e 2 minutos.

"Foi um bom aquecimento. Um bom presente de aniversário também, uma vez que esta vitória é a minha primeira IMOCA em solitário, já havia ganhado outras três em duplas. Compartilhando para toda a equipe que fez um ótimo trabalho. Este tipo de barco fica ultra-técnico com centenas de sistemas e milhares de componentes", disse o Charlie Dalin.

A prova teve 1.200 milhas náuticas saindo e voltando da francesa Brest. A regata passou pela famosa Fastnet Rock e um waypoint a noroeste do Cabo Finisterra.

A competição abriu a série de eventos da IMOCA e serviu de preparação para a Route du Rhum e para a Vendée Globe em 2024.

A classe se organiza para a segunda edição da Vendée Arctique de 3.500 milhas náuticas, também na França, começando em Les Sables D'Olonne em 12 de junho.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas