PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Definidos os brasileiros no Mundial da Juventude de Omã

Antonio Alonso

16/10/2021 22h10

A nona edição da Copa Brasil 2021 terminou neste sábado (16), na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela (SP), com quatro dias de regatas e quase 200 participantes espalhados por várias categorias.

Com objetivos diferentes, os atletas usaram o tradicional evento para trocar experiência e ganhar ainda mais ritmo de prova.

Primeiro evento de ponta no País após a realização dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a Copa Brasil de Vela marcou retorno importantes como de Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino na classe Nacra e as novas duplas de 470, que para Paris 2024 serão formadas por um homem e uma mulher.

Outro destaque da edição 2021 do campeonato foi a definição das vagas para o Mundial de Juventude de Omã. Um dos confirmados na competição de base foi Alex Kuhl, primeiro e único campeão mundial de Optimist. O garoto de Ilhabela (SP) venceu na classe 420 ao lado de Marcos Arndt.

"Classificamos para o Mundial então estou muito feliz. Eu e o Alex vamos descansar um dia e depois já voltamos para os treinos visando o Mundial para garantir o melhor resultado possível por lá", comentou Marcos Arndt.

Além deles, outras duplas garantiram seus lugares no Mundial do ano que vem. Lorenzo Ballestrin e Pedro Berenitiz (29er masculino), na versão feminina Gabriela Vassel e Larissa Oliveira. Já no 420, Joana Gonçalves e Luisa Madureira estarão no evento de Omã. Os adolescentes Pedro Madureira (ILCA), Isadora Dal Ri (ILCA), Thiago Rodrigues (Bic Techno), Roberto Cardoso e Julia Olliver (Hobbie Cat) e Rodrigo Moraes (Kite) confirmaram suas vagas.

"Nós da CBVela estamos muito felizes com a realização da Copa Brasil de Vela aqui em Ilhabela. Eu acredito que os melhores tenham vencido. Ilhabela é uma raia bem desafiante e leva os velejadores ao extremo. Tivemos um nível altíssimo e pudemos perceber uma evolução dos jovens e futuro da equipe olímpica se renovando com essas classes novas", disse Walter Böddener, gerente de eventos da CBVela.

A competição foi realizada pela CBVela – Confederação Brasileira de Vela.

Sobre a CBVela

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Tem o Bradesco como patrocinador oficial, e o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador da Vela Jovem. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas