PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Medição das pranchas e kites em Torre Grande

Antonio Alonso

13/10/2021 07h39

A organização do Mundial de Kite destinou a terça-feira (12) para fazer as medições oficiais dos equipamentos que serão usados nas regatas, que começam hoje!

Os fiscais italianos fizeram testes para ver se os hidrofoils estão registrados nas medidas corretas e no peso máximo ou mínimo da classe.

O Mundial de Fórmula Kite será disputado a partir desta quarta-feira (13), em Torre Grande (Oristano), na Itália, com mais de 150 atletas de 27 países.

As regatas da nova classe para Paris 2024 contam com três brasileiros: Bruno Lobo, Cláudio Cruz e Socorro Reis. Será o primeiro Campeonato Mundial da IKA – Associação Internacional de Kiteboarding realizado nos mesmos formatos das provas olímpicas.

Os brasileiros também participaram do dia de mídia, com fotos oficiais e entrevistas.

Atual campeão Pan-Americano e apontado como um dos grandes nomes do Mundial de Fórmula Kite, o maranhense Bruno Lobo está animado com o crescimento da categoria, além da chance de medir forças com os melhores do planeta.

"É uma modalidade que cresce muito e a cada competição o nível aumenta, motivando também por ser uma classe olímpica. Fizemos nosso dever de casa, nos dedicamos e esperamos colocar a bandeira do Brasil no lugar mais alto do pódio", disse Bruno Lobo, que viajou à Torre Grande para o Mundial de Fórmula Kite com o apoio da CBVela – Confederação Brasileira de Vela.

"Serão cinco dias de competição aqui na Itália com condições perfeitas para a prática do kite. Estou animado para as regatas", completou o campeão dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

A também maranhense Socorro Reis quer evoluir mais e levar o conhecimento adquirido nas regatas na Itália para melhorar ainda mais seu velejo nas regatas no Brasil. A melhor do País e segunda da América sonha em ver mais meninas correndo de Kite.

"O objeto é voltar ao Brasil com outra visão, uma outra experiência. Competir no exterior abre portas de aprendizado. Aqui para o Mundial vamos velejar em condições perfeitas. Agora ir com tudo e dar o nosso melhor, representando nosso País e nosso estado do Maranhão", contou Socorro Reis.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas