PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Atletas de 13 a 21 anos do Mundial de Snipe Jr

Antonio Alonso

29/09/2021 00h10

O Mundial Feminino de Snipe 2021 ocorre entre os dias 5 e 9 de outubro, no Yacht Club Paulista (YCP), em São Paulo (SP).

Além da presença de velejadoras experientes e internacionais, a principal competição da classe também marca o primeiro grande desafio da carreira de muitas jovens atletas.

A oportunidade à nova geração acontece na disputa da categoria júnior dentro da principal competição da classe Snipe, o que abre portas e proporciona mais experiência às atletas participantes.

Estão confirmadas na competição cinco tripulações 100% júnior, todas do Brasil e formadas exclusivamente por meninas de 13 a 21 anos. Para disputar a categoria, toda a tripulação do barco deve estar dentro da faixa etária.

O percurso é tradicionalmente o barla-sota e a categoria júnior compete nas mesmas regatas que a geral, mas com premiação separada. Estão programadas oito provas, duas por dia a partir de 6 de outubro.

Além das duplas da categoria júnior, muitas jovens velejadoras vão se juntar a outras mais experientes na disputa geral do Mundial de Snipe. No total, sete timoneiras e 11 proeiras júnior disputarão as regatas nas águas da Represa de Guarapiranga.

"Essas jovens terão uma experiência transformadora! O clima maravilhoso de sororidade que é dosada na medida certa com a competitividade e a qualidade na vela serão inesquecíveis na vida delas", comentou Paola Prada, experiente velejadora confirmada na competição e uma das organizadoras do Mundial.

A atleta e organizadora explica ainda que a classe Snipe é uma boa porta de entrada da vela para as velejadoras mais novas.

"A beleza da classe Snipe é que é uma categoria em que ao acertar a regulagem do barco pessoas de qualquer idade e peso podem velejar. As meninas novas são muito leves e a classe permite que elas adaptem a regulagem para o peso delas, possibilitando uma velejada agradável, sem ter que fazer força excessiva e ultrapassar os limites", explicou Paola Prada.

Leia mais

Fotos: Will Carrara

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas