PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Os 10 escalados para SSL Gold Cup

Antonio Alonso

20/09/2021 22h45

A seleção brasileira de vela para o evento-teste da SSL Gold Cup, considerada a Copa do Mundo da modalidade, foi definida pelo comandante Robert Scheidt com 10 atletas.

O release oficial acaba de chegar pra gente confirmando algumas coisas:

Além do maior medalhista olímpico do País, o grupo que disputará regatas contra outras nações no Lago Neuchâtel, na Suíça, com as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze.

O time nacional terá mais representantes de Tóquio 2020 a bordo como Gabriel Borges (49er) e Henrique Haddad (470).

Outros nomes de ponta da vela estão no barco brasileiro, como Joca Signorini, campeão da The Ocean Race 2008-09 e de André Fonseca, com participações em regatas de volta ao mundo, olimpíadas e multicampeão no País na vela oceânica. Completam o grupo Henry Boening Maguila, Alfredo Rovere e Juninho de Jesus.

Equipe

1 – Alfredo Rovere – proa

2 – Juninho de Jesus – pit & runners

3 – Henry Boening 'Maguila' – Grinder

4 – Kahena Kunze – segundo trimmer e grinder

5 – Gabriel Borges – trimmer & jib/gennaker

6 – Martine Grael – estratégia & grinder

7 – André Fonseca Bochecha: trimmer & grande/trav

8 – Robert Scheidt – timoneiro

9 – Joca Signorini – tática e grinder

10 – Henrique Haddad (Giga) – 10º tripulante, coach e observador.

Leia na íntegra — https://onboardsports.net/time-brasileiro-para-evento-teste-da-ssl/

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas