PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Lucas dantas, o nome da vela virtual

Antonio Alonso

21/07/2021 00h00

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela – Virtual Edition teve início nesta terça-feira (20) com regatas das classes Offshore, J-70 e Fareast 28.

Líder do ranking nacional, o jovem brasiliense Lucas Dantas, de apenas 16 anos, teve o melhor desempenho entre os mais de 70 participantes do evento online. A competição é realizada pelo segundo ano consecutivo e atrai a atração de gamers de todas as idades.

Lucas Dantas, que foi vice-campeão em 2020, perdendo na final para o gaúcho Phillipp Grochtmann, venceu três das quatros regatas disputadas na abertura do campeonato. Ficou em segundo na outra! Na sequência aparecem Gutemberg Campelo e Marco Colonico.

Os competidores são divididos entre grupos e os jogos são realizados pelo simulador virtual Regatta, principal aplicativo da modalidade no mundo.

"Foi uma sensação boa voltar a disputar a Semana de Vela virtual. Faz um mês que estava parado no jogo e estava focado apenas na vela real. Voltar hoje com um campeonato desse tamanho foi muito bom", disse Lucas Dantas.

Já a regata presencial, que comemora da 48ª edição, será de 24 a 31 de julho no Yacht Club de Ilhabela (YCI) com oito classes.

A última regata presencial foi realizada em 2019 com mais de 120 veleiros de todo o País e nações vizinhas. O evento em sua versão virtual teve realização do Yacht Club de Ilhabela e organização da Tribu Live Marketing e Full Time Eventos e Turismo.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas