PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Zarif volta a treinar na Europa

Antonio Alonso

17/06/2021 22h48

O brasileiro Jorge Zarif está em sua última fase de treinamento visando os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O velejador ficará por quase duas semana em Santander, na Espanha, ao lado do treinador Alexandre Paradeda.

O atleta se prepara para sua terceira olimpíada na classe Finn. O período de atividades na Europa também terá uma competição não oficial nas raias espanholas chamada Coach Regatta.

O evento terá praticamente todos os competidores da categoria no Japão. É segunda vez nesse semestre que Jorge Zarif e sua equipe velejam no Velho Continente.

Depois dos treinos em Santander, Jorge Zarif volta ao Brasil e fica poucos dias antes de embarcar com a Equipe Brasileira de Vela para Enoshima, onde serão disputadas as regatas da modalidade.

"Nós vamos ficar 12 dias na Espanha, dando dez dias de velejo, uma semana de treinamento e quatro dias de um campeonato organizado pelos técnicos  em Santander e deve ter quase todos que vão para as olimpíadas".

"Alguns outros europeus que são muito bons também vão correr. Então é um bom campeonato para se preparar para as olimpíadas", explicou Jorge Zarif, patrocinado pela PGL Brasil, Marinha do Brasil e Mitsubishi Motors.

Segundo o velejador brasileiro, campeão mundial de Finn em 2013,  o tamanho da raia de Santander deve ser parecido com Enoshima, simulando as provas olímpicas.

A abertura das regatas olímpicas da classe Finn será no dia 27 de julho. A medal race será em 3 de agosto. Na Rio 2016, Jorge Zarif ficou na quarta colocação.


Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas