PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Ventos fracos na chegada a Gênova

Antonio Alonso

16/06/2021 15h43

A última etapa da The Ocean Race Europe segue equilibrada com ventos fracos em praticamente todo percurso de Alicante, na Espanha, a Gênova, na Itália.

Os 12 veleiros divididos entre IMOCA60 e VO65 tentam opções mais vantajosas no Mar Mediterrâneo para somar pontos decisivos para o campeonato.

A etapa tem ao todo 600 milhas náuticas e os barcos devem cruzar a linha de chegada nas próximas horas.

A maioria optou por navegar perto da costa para tentar mais velocidade e na tarde desta quarta-feira (16), Sailing Poland e Team Germany Offshore lideram em suas classes.

Lembrando que a equipe polonesa tem o brasileiro Joca Signorini a bordo.

"Estamos tentando forçar a barra com certeza", disse Robert Stanjek do barco alemão.

"Mas é muito complicado neste litoral. No geral, estou muito feliz por ter navegado com uma grande vantagem sobre o resto da frota".

Líder no início da regata, o 11th Hour Racing Team tenta recuperar terreno e somar pontos para o título.

A equipe norte-americana que corre na IMOCA é uma das mais antigas da flotilha com mais milhas velejadas.

"Estamos navegando com essas máquinas marítimas dentro do Mar Mediterrâneo, então é muito complicado", disse Charlie Enright da 11th Hour Racing Team.

"Não há muito vento e eles não vão bem com pouco vento. Portanto, você precisa espremer cada grama de desempenho deles ou talvez nunca comece de novo se parar".

A Sailing Team Poland VO65 ainda estava na frente na tarde de quarta-feira, embora com uma vantagem drasticamente reduzida sobre seus rivais mais próximos, a segunda colocada Team Childhood I (HOL) e Mirpuri Foundation racing Team (POR) em terceiro.

O holandês Bouwe Bekking lidera a equipe de VO65.

Com menos de 60nm / 111km para correr até Genova, apenas 26nm / 48km separavam o líder do VO65 Sailing Team Polônia do sétimo colocado The Austrian Ocean Race Project (AUT).

Os rivais mais próximos da equipe polonesa – Childhood I comandada por Simeon Tienpont (HOL) e Yoann Richomme (FRA) – comandada pela Mirpuri Foundation Ocean Racing – estão respectivamente quatro e seis milhas náuticas atrás.

Veja o tracker aqui — https://www.theoceanrace.com/en/europe/racing/tracker

Classificação geral — https://www.theoceanrace.com/en/europe/scoreboard

Texto: Flávio Perez

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas