PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Com brasileiros no top 10, Ranking Global da SSL é divulgado

Antonio Alonso

15/04/2021 12h25

A Star Sailors League (SSL), circuito global idealizado por grandes nomes da vela, promete marcar uma nova era na modalidade.

O Ranking Global da SSL foi aperfeiçoado para mapear o desempenho dos astros e estrelas do esporte em diferentes classes e definir os países que disputarão a primeira SSL Gold Cup, entre maio e junho de 2022, com a fase final em Grandson, cidade suíça situada na ponta sudoeste do Lago Neuchâtel.

O grande atrativo do Ranking é permitir pela primeira vez na história que a modalidade tenha sua própria classificação internacional, comparando velejadores de diferentes classes.

Ao todo, 56 seleções, formadas por homens e mulheres, correrão a SSL Gold Cup a bordo de monocascos de design de alto desempenho de 47 pés de comprimento para estabelecer "a melhor nação de vela do mundo".

Os convocados de cada país serão agrupados em tripulações de 11 pessoas. O Ranking SSL qualificará seis deles, enquanto os outros quatro ficarão a critério do capitão da equipe.

O formato das regatas também é inovador. Diferentemente do que ocorre em Jogos Olímpicos e Mundiais, em que os vencedores são conhecidos na medal race, a disputa será em formato eliminatório. O campeão sairá de uma regata com as quatro equipes finalistas.

"Todo o conceito da SSL Gold Cup é que será muito semelhante à Copa do Mundo de futebol, que começa com as fases de qualificação e, em seguida, avança para as quartas-de-final, semifinais e finais."

"Isso funciona bem em outros esportes e queremos fazer o mesmo na vela", explica Mateusz Kusznierewicz, nomeado Diretor de Esportes da SSL Gold Cup.

O Brasil é um dos favoritos ao título de melhor nação do planeta, ao lado de França, Polônia, Inglaterra e Austrália. A tripulação começará a ser anunciada nas próximas semanas.

Até o momento, três brasileiros aparecem entre os dez mais bem colocados no Ranking Global, que reúne homens e mulheres e é atualizado todas as terças-feiras, de acordo com o desempenho em eventos das mais diversas classes ao redor do mundo.

A campeã olímpica de 49erFX Martine Grael ocupa a sétima posição entre os timoneiros. Entre os proeiros, sua companheira na conquista do ouro nos Jogos do Rio, Kahena Kunze, aparece em terceiro lugar. Ambas somam 8.084 pontos.

Campeão europeu de Star em 2019 com Robert Scheidt, Henry Boening, o Maguila, é o quarto colocado entre os proeiros, com 7.754 pontos.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas