PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Copa Brasil de Vela 2020

Antonio Alonso

27/11/2020 17h23

A Copa Brasil, principal evento da vela olímpica brasileira, está confirmada para ser realizada entre os dias 1º e 6 de dezembro, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro (RJ).

A competição na raia da Rio 2016 contará com as classes olímpicas e pan-americanas, além das categorias da vela jovem, uma das prioridades da CBVela- Confederação Brasileira de Vela .

Estão inscritos mais de 200 atletas divididos em 130 barcos. É um dos maiores números de participantes desde que a Copa Brasil de Vela foi idealizada, em 2014. As classes no calendário de regatas são: Laser Radial, Laser Standard, Nacra 17, 47, 49er e 49FX, Finn, Windfoil, 29er, 420, 4.7, Hobie Cat 16, HPE 25, RS:X, Snipe, Star, Windfoil, Bic Techno 293, Formula Kite, Dingue, J24 e Oceano.

O evento organizado pela CBVela reunirá grandes nomes como Jorge Zarif, campeão mundial de Finn, e a dupla de NACRA Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino. Os campeões olímpicos classificados para o Japão, como Robert Scheidt (Laser) e dupla de 49erFX Martine Grael e Kahena Kunze estão na Europa em treinamento.

"As raias serão 5 dentro da Baía da Guanabara, as mesmas dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e uma fora. As raias são muito técnicas, com variações de vento e principalmente de correntes. Assim, os velejadores terão que se concentrar muito na parte tática, para tomar as decisões corretas, com rápido raciocínio e com grande poder de observação", explicou Walter Boddner, diretor técnico da CBVELA e gerente geral da Rio 2016.

Foto: Gabriel Heusi

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas