PUBLICIDADE
Topo

Velejadores voluntários contra a COVID-19

Antonio Alonso

24/04/2020 01h13

A aventura de Cláudio Copello a bordo de um veleiro pela costa brasileira ainda não terminou.

Depois de concluir a subida do Projeto Brasil Velejador, o navegador começou a descida do Atlântico rumo ao sul do País.

A ideia era continua dar cursos, palestras e workshops, mas a pandemia do coronavírus obrigou a expedição dar uma pausa no Nordeste.

Em Santo André (BA), mesmo local onde há 520 anos a flotilha de Pedro Alvarez Cabral descobriu o Brasil, eles decidiram ajudar a população local.

Com a ajuda de colegas locais, ele e a imediata Maritza Oliveira confeccionam máscaras de proteção aos moradores.

"Como estamos parados por aqui resolvemos ser voluntários para fazer máscaras para o posto de saúde", contou Cláudio Copello.

O barco parou em Santo André em 16 de março e só vai sair quando a situação se acalmar.

"A ideia nasceu da Simone, costureira, e do Tadeu, um velejador de Catamarã. Resolvemos nos aproximar deles e fazer. Aqui tem pessoas com problema cardíacos, diabéticos…".

O projeto Brasil Velejador foi idealizado pelos velejadores Marcelo Bonilla e Claudio Copello, com apoio da ANI – Associação Náutica de Itajaí, INDIOS pirotecnia e Catarina Náutica.

Foi realizado durante o ano de 2019 e teve como objetivo levar a cultura náutica, especificamente da vela para as cidades litorâneas do Brasil em que a tripulação do Veleiro Gosto d'água II parou. Partimos de Itajaí – SC em 25/5/2019.

Por Flávio Perez

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas