Topo

Números finais da Transat Jacques Vabre 2019

Antonio Alonso

21/11/2019 15h13

Maior regata do mundo em duplas teve ao todo 25 dias de travessia desde a cidade francesa de Le Havre. Os últimos barcos a concluir a Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre chegaram na manhã desta quinta-feira (21) a Salvador (BA).

Os veleiros Equipe Voile Parkinson e Terre Exotique, ambos da Class40, concluíram o percurso de 8 mil quilômetros em 25 dias.

A maior regata em duplas do mundo largou de Le Havre, na França, em 27 de outubro trazendo ao todo 59 veleiros de três classes, um recorde para a competição.

"A regata Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre cumpriu seu objetivo oferecendo aos velejadores oportunidade de competir em um dos percursos mais duros da vela oceânica".

"O número recorde de barcos e as poucas quebras (apenas sete) mostrou também que as duplas estão cada vez mais preparadas e os veleiros seguros", disse Flavio Perez, porta-voz da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre.

Todos os 104 velejadores de vários países e mais integrantes da equipe e familiares foram recepcionados no Porto Salvador Marina, local que fica atrás do Mercado Modelo.

O primeiro barco a chegar a Salvador (BA) foi o Multi50 Groupe GCA Mille et un sourires, que fez o percurso em 11 dias, 16 horas, 34 minutos e 41 s.

Ao todo três veleiros desta categoria de multicasco correram a Transat Jacques Vabre.

Na classe IMOCA, a mais badalada da vela oceânica mundial, a vitória ficou com o Apivia.

O campeão na Class40 entre os 27 que saíram de Le Havre foi o Credit Mutuel.

"Os velejadores mais uma vez aprovaram a competição, que foi coroada com chegadas em um visual maravilhoso na Baía de Todos-os-Santos".

"A recepção do brasileiro também foi aprovada pelos navegadores", completou Sébastien Tasserie.

A próxima edição da Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre será realizada em 2021. O local será anunciado no ano que vem.

O Brasil já sediou por oito vezes a regata em duplas pelo Atlântico.

A capital baiana recebeu por seis vezes e a catarinense Itajaí por duas. A prova já desembarcou também na Colômbia e na Costa Rica.

Os baianos agora se preparam para receber mais um campeonato internacional.

Em 2020, a base naval de Aratu sediará o Mundial da Juventude da World Sailing.

As regatas serão para atletas de até 19 anos e reunirá mais de 80 países.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas