Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Mussulo na África do Sul

Antonio Alonso

10/10/2019 10h28

Está chegando a Cape2Rio 2020, considerada maior regata oceânica do Atlântico Sul

Em 11 de janeiro, os barcos partem da Cidade do Cabo, na África do Sul, para o Rio de Janeiro.

A prova tem3.500 milhas em alto mar e deve durar 20 dias

O barco Mussulo 40 – Team Angola Cables vai competir na categoria Double Hand, tripulação de duas pessoas, constituída pelo comandante angolano, José Guilherme Caldas, e pelo skypper brasileiro, Leonardo Chicourel.

Os dois trocaram a Transat Jacques Vabre pela Cpae2Rio!

A dupla está viajando agora para a Cidade do Cabo a bordo de seu Class40.

Em 2017, o Mussulo 40 atravessou a linha de chegada do Iate Esporte Clube do Rio de Janeiro com tempo final de 16 dias, 14 horas 22 minutos e 12 segundos, estabelecendo recorde e recebendo o prêmio de primeira colocação na classe Double Hand, além do quarto lugar na colocação geral.

"Somos uma equipe formada apenas por dois tripulantes e apesar de todas as adversidades encontradas ao longo da jornada, conseguimos disputar de igual para igual com tripulações completas de profissionais, em barcos maiores", relembra José Guilherme Caldas.

A preparação para a regata de 2020 começou no meio do ano, com a participação da embarcação na competição Caribbean 600 Race e na Semana de Vela de Ilhabela. "Nossa expectativa durante a Cape2Rio é fazer uma excelente navegação e bater nosso último recorde de 16 dias de percurso em alto mar, conquistada na última edição da regata em 2017", estima o comandante.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas