Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Snipe Jr. começa na quarta

Antonio Alonso

01/10/2019 19h15

As regatas do Mundial de Snipe 2019 para os juvenis começam nesta quarta-feira (2), na Escola de Vela Lars Grael, em Ilhabela (SP).

A organização do evento internacional confirmou o número de 15 duplas de cinco países: Argentina, Brasil, Japão, Portugal e Uruguai.

Podem participar velejadores de até 22 anos. As provas serão realizadas no Canal de São Sebastião até o sábado (5). O Brasil, que sedia mais uma vez a competição, tem ao todo oito títulos mundiais júnior desde 1973 quando a organização da classe começou a promover a competição para os mais novos.

Já ambientados a Ilhabela desde a semana passada, os participantes se reuniram para a tradicional reunião dos comandantes nesta terça-feira (1º).

"A reunião de comandante é importante para tirar dúvidas sobre regras e as características da raia local. Esse contato também é bom para mostrar aos velejadores como é formada a comissão de regatas", disse Cuca Sodré, presidente da comissão de regatas do Mundial de Snipe 2019.

Foi realizada também no fim da tarde a cerimônia oficial de abertura da versão júnior com a presença de autoridades locais e do organizador do evento, o medalhista olímpico Bruno Prada.

"Esperamos um campeonato muito disputado, tanto no júnior quanto no sênior. Muitos garotos têm talento e em breve estarão disputando títulos com a nossa geração", explicou Bruno Prada.

A dupla campeã mundial júnior vai levar pra casa o Troféu Vieri Lasinio Di Castelvero nas provas de 2 a 5 de outubro.

Os gaúchos Tiago Brito e Antonio Rosa são os atuais detentores do mundial na categoria. Os dois estão inscritos para o Mundial, mas apenas para a versão sênior, que começa na semana que vem, também em Ilhabela (SP).

O bicampeão olímpico Torben Grael é o único da lista no País que venceu as duas versões: o júnior e o sênior.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas