Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Ilhabela, 214 anos

Antonio Alonso

05/09/2019 09h24

Palco das principais regatas do País, Ilhabela completou nesta semana 214 anos.

A cidade se prepara agora para receber o principal evento da classe Snipe, no mês de outubro

As regatas serão de de 1º a 12.

A competição internacional reunirá mais de 80 duplas de 12 países na Escola de Vela Lars Grael.

O sistema de ventos e correntes, existentes no canal que separa o arquipélago do continente, transformou o local em verdadeira raia de competições de vela e esportes náuticos.

Ilhabela foi definida como sede da competição pela Snipe Class International Racing Association após concorrência. O Mundial de Snipe é realizado de dois em dois anos.

"Ilhabela é a Capital Nacional da Vela e sempre recebe grandes eventos da modalidade. Tem uma boa estrutura e mão de obra qualificada para trabalhar em eventos deste porte", disse o medalhista olímpico Bruno Prada, organizador do Mundial de Snipe 2019.

Há 46 edições, o local recebe a Semana Internacional de Vela, um dos principais eventos da modalidade. Ilhabela teve o título de 'Capital Nacional da Vela' oficializada por meio da lei 12.457 sancionada em julho de 2011.

Nesta temporada, além do Mundial de Snipe, Ilhabela sediou o Brasileiro de Optimist, evento com mais de 200 crianças na categoria de introdução.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas