Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Semana de Monotipos abre programação náutica de julho em Ilhabela

Antonio Alonso

08/07/2019 12h36

A 46ª Semana de Monotipos começou neste sábado (6) e prossegue até esta terça-feira (9), na cidade do litoral norte paulista, considerada a capital nacional da modalidade náutica. A competição antecede a tradicional Semana Internacional de Vela de Ilhabela, a partir do próximo dia 13.

A 46ª Semana de Vela de Monotipos é uma oportunidade para um verdadeiro encontro de gerações da modalidade no Brasil. Nas seis raias montadas no canal de São Sebastião, velejadores a partir de 8 anos, da classe Optimist têm a oportunidade de ver de perto nomes consagrados como o medalhista olímpico Bruno Prada, que acabou de conquistar o pentacampeonato mundial de Star, e que está atuando como treinador na classe Snipe. Em paralelo, está sendo disputado o 7º Distrito da classe Star, que traz os principais nomes da categoria como Henry Boening, Arthur Lopes e Marcelo Bellotti.

A base da 46ª Semana de Vela de Monotipos é a Escola de Vela Lars Grael, no bairro Saco da Capela. Serão 11 classes em disputa e cerca de 300 velejadores: Optimist, Laser (4.7, Radial e Standard), Snipe (Geral e Junior), Hobbie Cat 16, 420, Dingue (Geral e Estreante), Open Bic, 29er, Windsurf Slalom, Star e Kitsurf. Todas integram programas de regatas olímpicas ou pan-americanas, além da vela de base.

Assim como na tradicional competição de vela oceânica, a Semana de Monotipos também receberá atletas estrangeiros em 2019. Equipes de países como Cuba, Uruguai e Guatemala estão confirmados para velejar na classe Snipe em Ilhabela. Além de lutar pelo título, aproveitarão para conhecer a raia e treinar para o Campeonato Mundial, programado para outubro.

A regata Vela do Amanhã é uma novidade para a temporada 2019. Será uma oportunidade dos velejadores que disputam a Semana de Monotipos participar da Semana Internacional de Vela de Ilhabela. A prova contará com 60 crianças e adolescentes que fazem parte dos projetos da cidade e será dia 15 de julho, um dia após a realização da tradicional Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil e as outras regatas de abertura do evento.

A data foi escolhida justamente por ser o dia de folga dos velejadores que enfrentarão os trajetos mais longos do calendário da competição. Todos os barcos inscritos na Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2019 podem participar da regata Vela do Amanhã.

"A Semana de Vela de Monotipos oferece oportunidade para jovens velejadores ganhar experiência, sentir o clima de competição e conviver com grandes nomes da modalidade", explica Cuca Sodré, coordenador técnico da Semana de Monotipos. A sede e secretaria do evento serão na Escola Municipal de Vela Lars Grael (avenida Santos Dumont, s/nº , no Saco da Capela). As Áreas de Regatas serão no Canal de São Sebastião.

Muitas atrações no Race Village – Em paralelo às competições ao longo do mês de julho, que culmina na tradicional Semana de Vela de Ilhabela – entre 13 a 20 – a Secretaria de Desenvolvimento e do Turismo promove o Race Village. A ação é no Centro Histórico da cidade, e está recebendo vasta programação musical e cultural e promete reunir milhares de pessoas entre locais, turistas, atletas e seus amigos e familiares. Até o dia 28 serão 100 atrações, sem contar 102 sessões de cinema. Tudo grátis. Confira a programação completa: http://www.turismoilhabela.com/evento/103

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.