Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Bruno Prada, tetracampeão mundial de Star

Antonio Alonso

22/06/2019 19h13

Brasileiro Bruno Prada é pentacampeão mundial de Star

Medalhista olímpico fez dupla com o polonês Mateusz Kusznierewicz em Porto Cervo (Itália)

O medalhista olímpico Bruno Prada conquistou, neste sábado (22), seu quinto título mundial da classe Star. O atleta velejou ao lado do polonês Mateusz Kusznierewicz na competição, disputada em Porto Cervo, na Itália.

Foram seis regatas disputadas e o título de
Mateusz e Bruno veio na última prova, como uma vitória. A medalha de prata ficou com o norueguês Elvind Melleby e o norte-americano Joshua Revkin e o bronze para a dupla formada pelo norte-americano Augie Diaz e o brasileiro Henry 'Maguila' Boening.

"Semana muito difícil de vento. Não fizemos nenhuma regata brilhante até a última, mas conseguimos manter uma média boa. Hoje era tudo ou nada! Velejamos muito agressivos e deu tudo certo, largamos bem e lideramos do começo ao fim. Muito feliz de ganhar meu quinto mundial de Star", disse Bruno Prada, que divide a vida de velejador profissional com a de diretor do L'Etapa Brasil by Le tour de France, maior prova ciclista do País.

O velejador venceu os mundiais de Cascais 2007, Perth 2011 e Hyeres 2012 com Robert Scheidt. O título de Miami 2016 foi com Augie Diaz. Bruno Prada tem uma prata em São Francisco 2006 e dois bronzes nos eventos de Miami 2008 e Melcesine 2014.

Bruno Prada também é duas vezes medalhista olímpico: prata em Pequim 2008 e bronze em Londres 2012.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.