Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Regata de água doce no RS

Antonio Alonso

2010-04-20T19:16:28

10/04/2019 16h28

Considerada a maior regata de de água doce da América do Sul, 2º Circuito Tecon contou com a participação de 53 barcos nos últimos dias.

O evento para as classes IRC, Cruzeiro e RGS teve regatas entre as cidades gaúchas de Porto Alegre e Rio Grande.

A prova valeu pontos para o ranking da Copa Brasil da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano

A competição teve organização do Rio Grande Yacht Clube.

O release oficial diz que a primeira perna foi a mais longa com cerca de 120 milhas entre Porto Alegre e Pelotas com 38 barcos largando na noite de sexta-feira, dia 29 de março, completando o percurso em pouco mais de 16 horas passando pelo Rio Guaíba e a Lagos dos Patos.

A segunda perna, com 35 milhas, foi entre Pelotas e Rio Grande e a última com distância similar, foi em mar aberto passando pela praia do Cassino.

O evento foi distribuído com 24 barcos na categoria IRC e os demais nas categorias RGS e Cruzeiro.

Na IRC, a principal categoria de Veleiros de Oceano no estado, o título ficou com o barco San Chico 3 do comandante Francisco Freitas.  

"Foi uma bela navegada e estamos muito felizes com a vitória. É recompensador trazer as conquistas ao Clube dos Jangadeiros e ver que nossos esforços para isso valeram a pena".

"Esperamos que esta vitória também inspire nossos jovens a participar de competições tão legais quanto esta", afirmou Francisco Freitas, comandante do barco San Chico 3.

Luiz Eduardo Sokolnik, o Alemão, comandante do veleiro Pirata e natural de Rio Grande, comemorou o resultado e o crescimento da modalidade na cidade:

"A vela em Rio Grande passa por um momento maravilhoso, muitos barcos na raia, melhores equipamentos, tripulações se preparando melhor para as competições, acredito que 2019 será um ano muito bom para o estado do Rio Grande do Sul na vela e o Circuito Tecon bateu o recorde do estado do Circuito Heineken que na década de 90 que teve pouco mais de 30 barcos. Estamos esperando pelo próximo".

 

Resultados Circuito Tecon

Resultado Geral – IRC (Nome do Barco – Modelo do Barco)

1 SAN CHICO 3 – SOTO 415

2 SPIN – DELTA 32

3 CEST LA VIE – FAST 330

4 KAMIKAZE – SKIPPER 30

5 MANDINGA – NEO 25

6 STAND BY ME – ILC 25

7 CRIOLLO – MULTIMAR 32

8 PELAYO – SKIPPER 30

9 CAULIMARAN – NEO 25

10 OPTIMYSTIC MALBEC 28

11 TIRANO – DELTA 32

12 STERNA – MULTIMAR 32

13 GAIVOTA -TON HOLLAND 34

14 PIRATA – DELTA 21

15 TRAVESSO – SKIPPER 30

16 LIBERDADE – NEO 25

17 EASY RIDER – ARUBA 28

18 CAVALO LOKO – SKIPPER 30

19 AQUARELA X – MASTRACCHIO 285

20 VICTORIA – SKIPPER 21

21 AIYRA – VB 360

22 NAVILEGA – DELTA 32

23 XILIKY – ATITUDE 29

24 PELICAN – DELTA 32

RGS

1 SURFER III

2 TANICTS

3 TUAREG 4

Cruzeiro

1 MANÁ CDJ – JEANNEAU 439

2 ANGELA II VDS – BENETEAU 50

3 URUGUAIANA 3 CDJ – DELTA 41

4 JUSTA CAUSA VSG – DELTA 41

5 STROMBOLI CDJ – SKIPPER 30

6 ALMADIA CDJ – DELTA 36

7 CONGERE VDS – FRERS 77

8 DESAFIO 32 ICG – DELTA 32

9 TALASSA CDJ – DELTA 36

10 ALSTER VDS 38

11 CAPO ROSSO CDJ – LONGARELLA 37

12 THOR CDJ – CAT 43

13 BRUTUS RGYC – DELTA 36

14 LONGITUDE CDJ – DELTA 36

15 DON RAFA RGYC – DELTA 32

16 CATAVENTO ICP – DELTA 32

17 VIKYNG CDJ – MULLER 315

18 MOZZANICA RGYC – DELTA 36

19 MALACARA – RGYC

20 TOLERANCIA ZERO VSG – SKIPPER 21

21 ARGUS VDS 29

22 MARAGATO VDS – FRERS 36

23 DJALI III RGYC – CLASSICO 36

24 FÊLELÊ RGYC – CAL 9.2

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.