Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Beto Pandiani projeta nova expedição

Antonio Alonso

2006-04-20T19:14:57

06/04/2019 14h57

O velejador Beto Pandiani, com sete expedições pelos mares do mundo no currículo, já planeja os próximos desafios.

Em 2021, o navegador fará a Passagem Noroeste, entre o Norte do Canadá e o Alasca. A equipe vai fazer a regata no sentido Pacífico para Atlântico, saindo do Alasca e indo para Groenlândia.

Beto Pandiani falará dessa aventura e de outras no VelaShow,  evento exclusivo para veleiros, terá sua primeira edição entre os dias 19 e 21 de abril na cidade de Itajaí (SC), a mesma que recebeu as últimas edições da The Ocean Race e Transat Jacques Vabre (2013 e 2015).

A palestra está marcada para a sexta-feira (19).

O navegador lançará também o livro da Travessia do Atlântico, uma viagem de 2013 entre Cape Town e Ilhabela e ainda no primeiro semestre lançará um livro infanto-juvenil de um velejador mirim e seu cachorro.

"Essa oitava viagem será diferente das outras, porque a ideia é fazer um filme sobre mudanças climáticas. Teremos dois cientistas brasileiros que vão dar o tom do conteúdo. Será um biólogo e um climatologista, que vão trazer informações sobre essa polêmica de aquecimento da Terra".

O velejador acumula 19 anos de aventuras em alto mar. A experiência adquirida por Beto ao longo de todas as expedições realizadas transformou-o em um palestrante diferenciado.

Nas suas palestras, ele comenta sobre logística, tomada de decisão, administração de riscos, preparo emocional e físico, superação de limites e trabalho em equipe.

"Me sinto muito gratificado em poder compartilhar minha apresentação no primeiro dia de evento".

"Na palestra eu vou fazer um apanhado rápido das sete viagens e vou dar bastante ênfase na captação, de como realizar um projeto e como vencer a barreira de tomar tantos "nãos" no caminho. Vou dar um pouco mais de ênfase na Travessia do Drake que foi realizada entre o Ushuaia e Antártica,  em 2003, eu e o Duncan Ross", disse.

Sobre o evento, Pandiani comenta: "O Edilberto é um visionário. Ele está investindo no mercado de vela de Cruzeiro, em que tem muitas pessoas querendo buscar viagens e um novo modo de viver, dentro de um barco no meio do mar. Me parece estar em alta. Eu acho oportuno um evento desses para essas pessoas. Vai ser um grande serviço", falou.

"Itajaí já tem um DNA Náutico desde a chegada da The Ocean Race. Tem uma conjunção de fatores que ajuda a cidade ser o que é e o que ela pode chegar a ser. Localização, um lugar maravilhoso. Segundo: a mentalidade da política local, que enxerga os eventos náuticos como uma oportunidade de empregos e serviços. A Vela no Sul tem uma tradição de bons velejadores, por ser uma região de muitos ventos. Agora que moro por aqui estou muito feliz com isso, porque o eixo está passando de Rio de Janeiro e Ilhabela, e Itajaí está um passo à frente. Nos vemos em Itajaí", comentou o velejador que é de Santos (SP).

Entre as atrações estão 40 expositores, além de três regatas, workshops, exposição de barcos, produtos, serviços e palestras. Entre as palestras, no primeiro dia, Beto Pandiani apresenta: "Os naufrágios normalmente acontecem quando subestimamos os sinais e quando superestimamos nossas crenças".

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.