Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

RMS St. Helena

Antonio Alonso

2021-02-20T19:16:38

21/02/2019 16h38

O navio Royal Mail Ship – Santa Helena servirá de base de apoio do novo rali de carros elétricos, o Extreme-E.

Uma espécie de paddock flutuante para os fãs da velocidade.

O Santa Helena será, literalmente, a garagem navegante dos carros do Extreme-E, um Rali Dakar com SUVs elétricas.

Servirá também como base de apoio e pesquisa para ajudar no combate à poluição do meio ambiente.

A competição está marcada para 2021 e tem o brasileiro Gil de Ferran como coordenador principal.

A corrida vai destacar não apenas os veículos elétricos, pilotos de alto nível e tecnologias avançadas – mas, crucialmente, os desafios enfrentados por cada ecossistema.

 

Durante anos, a RMS St. Helena serviu a pequena ilha de  mesmo nome e sua população.

Agora, a embarcação parte para essa nova empreitada, totalmente remodelada!

"O St Helena é um navio especial, pois conecta a ilha ao resto do mundo. Nós vamos usar agora de base. Sem pegada de carbono, sem poluir o meio ambiente.  Queremos transformar o navio no novo RV Calypso, usado por Jacques Cousteau em suas expedições", contou Alejandro Agag, organizador do evento e também CEO da Fórmula E.

RMS St Helena era um navio de carga (transportando também passageiros) que servia ao território ultramarino britânico de Santa Helena.

Era uma das quatro únicas embarcações do mundo que ainda carregavam o status de Royal Mail Ship.

Os moradores locais, incluindo a imprensa local, costumam chamá-la de RMS, para não confundi-la com a própria ilha.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.