Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

C30 Caiçara UV.Line é tetra na Copa Suzuki de Vela Oceânica em Ilhabela

Antonio Alonso

03/12/2018 17h54

Caiçara UV.Line: hegemonia na temporada (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

A tripulação do Caiçara UV.Line levou o barco do Pindá Iate Clube, de Ilhabela, ao tetracampeonato da Copa Suzuki na Classe C30 de forma incontestável. Foram 18 vitórias em 26 regatas ao longo da temporada de vela oceânica. Neste ano, o comandante Marcos de Oliveira Cesar já havia comemorado o bicampeonato na Semana de Vela e o inédito título brasileiro, também em Ilhabela.

Neste fim de semana (1º e 2/12) da quarta e última etapa de 2018, a Regata Volta à Ilha – Sir Peter Blake foi novamente cancelada. Por segurança, a Comissão de Regatas optou por uma prova de médio percurso no Canal de São Sebastião, devido à falta de vento na costa leste de Ilhabela e à previsão de temporal no final do dia.

Caiçara UV.Line venceu após duelo apertado com eCycle +Realizado que se estendeu até a linha de chegada. Kaikias Maserati cruzou em terceiro lugar. "Antes da largada não havia mais do que cinco nós, mas para nossa surpresa, o vento sul foi aumentando no canal e a regata ficou bem divertida. Seguimos até a Laje dos Moleques com disputa intensa entre os barcos", contou Marcos Cesar.

A vitória por poucos metros de vantagem sobre o segundo colocado só se confirmou próximo à linha de chegada. "O +Realizado velejou muito. Só conseguimos ultrapassá-lo quando faltava meia milha para o fim da regata. Foi um ano de superações, principalmente no aspecto pessoal para vários tripulantes. Estamos muito felizes por mais um título em uma classe que evoluiu demais neste ano. A temporada da C30 para 2019 é promissora", comemorou o comandante do Caiçara UV.Line.

Além do título, Caiçara UV.Line faturou também a quarta etapa, seguido por eCycle +Realizado e Kaikias Maserati. Os barcos Caballo Loco e Kaikias Maserati encerram a temporada com três vitórias cada, contra duas do eCycle +Realizado. As demais classes em disputa na Copa Suzuki tiveram os seguintes campeões em 2018: Ginga (HPE 25), Asbar II (IRC), Zeus (ORC) e Sextante (RGS) e Vendeta (Clássicos). O Circuito Ilhabela de Vela Oceânica volta a ser disputado em 16 e 17 de março de 2019.

Classificação final da Copa Suzuki 2018 (28 regatas e 6 descartes)

1 – Caiçara UV.Line (Marcos Cesar): 24 pontos perdidos

4 – Caballo Loco (Mauro Dottori): 47 pp

3 – eCycle +Realizado (José Luiz Apud): 53 pp

4 – Kaikias Maserati (Eduardo Mangabeira): 74 pp

5 – Barracuda (Humberto Diniz): 99 pp

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.