Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Loyalty deixa o mar para vencer regatas em águas doces no Sul

Antonio Alonso

03/10/2018 12h59

Loyalty 06 Team no Rio Guaíba (RS) – Ricardo Pedebos / Veleiros do Sul

O Loyalty 06 Team mostrou que não se abalou com a recente mudança de endereço. O barco da Classe C30, ex-Loyal, deixou o litoral norte paulista, transferido para o Veleiros do Sul (VDS), em Porto Alegre, logo após conquistar o terceiro lugar na Semana de Vela de Ilhabela. Em sua nova casa, o Loyalty venceu o 48º Troféu Seival, pelo Circuito Conesul.

O barco do novo comandante Alexandre Leal foi o primeiro colocado na tradicional regata gaúcha nas classes IRC e ORC e ainda levou o Troféu Xodó, destinado ao fita-azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada. Na classificação geral do Conesul, o Loyalty ficou em terceiro lugar na IRC, apenas um ponto atrás de Caulimaran e Conquista. O circuito reuniu 41 embarcações de Porto Alegre, Pelotas e Rio Grande.

"Embora a tripulação seja experiente, foi a primeira vez que velejou junta. Ainda tivemos de correr para montar o barco porque o transporte atrasou e não houve tempo para treinarmos. Para completar, logo no primeiro dia de regatas pegamos 20 nós (35 km/h) de vento, desafio que custou alguns erros, mas que ajudou a nos prepararmos para a sequência do campeonato", considerou o comandante Leal.

A vitória do Loyalty nos tempos real e corrigido no Troféu Seival veio após 11h50m17 de regata para um percurso de 67,8 milhas (120 km) na maior prova de água doce do País, incluindo-se Rio Guaíba e Lagoa dos Patos no trajeto. No tempo corrigido, Caulimaran e Stand By Me ficaram em segundo e terceiro lugares.

"O espírito de equipe e a dedicação dos tripulantes foram fundamentais para que crescêssemos durante o campeonato e chegássemos à tríplice coroa no Troféu Seival. Além da experiência, o time foi muito coeso e determinado. O Loyalty comprovou que a Classe C30 é competitiva em qualquer situação, seja na IRC ou na ORC", constatou Leal.

A tripulação de Leal contou com André Gick, Gustavo Thiesen, Gui Fasolo, Thiago Knippling, Nenê Oliveira e Rodolfo Streibel. "Foi grande a alegria de voltar a competir no Sul, reencontrar os amigos e manter em casa (Veleiros do Sul) o mais importante e tradicional troféu (Seival) da vela gaúcha", enalteceu o comandante do Loyalty 06 Team, barco C30, há sete anos acostumado a vencer no mar e, a partir de agora, veloz também em água doce.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.