Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Vai começar a Refeno

Antonio Alonso

27/09/2018 11h38

A vela oceânica brasileira está reunida em Pernambuco para a Refeno – Recife – Noronha 2018

Larga no sábado, 28

É uma competição tradicional e quem rivaliza com a Semana de vela de Ilhabela como a mais importante do nosso calendário.

Será a 30ª regata

Quem nos mandou notícias de Recife foi o Team Angola Cables, que vai medir na classe RGS. A última participação do Team Angola Cables na Refeno ocorreu em 2015. Também apontada como uma das favoritas na época, a equipe não decepcionou, conquistando o primeiro lugar na classe RGS. O barco Mussulo III foi o terceiro a chegar na ilha de Fernando de Noronha, após 31h15m02s.

"Acabamos de participar da terceira etapa da Copa Suzuki, disputada em Ilhabela, litoral de São Paulo, como teste final antes da Refeno. A equipe, apesar de ter disputado em outra categoria, mostrou um bom entrosamento e obteve uma ótima performance na competição. Vamos para a Refeno, confiantes e com a aposta de que tenhamos ventos favoráveis, ao menos de média para forte intensidade, para fazermos uma excelente prova", explica José Guilherme Caldas, comandante do Team Angola Cables Mussulo III.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.