Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Ventos rondados equilibram regatas da Classe C30 em Ilhabela

Antonio Alonso

27/08/2018 16h01

Kaikias Maserati (03) e Caiçara UV.Line (09) (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

O primeiro fim de semana da 3ª Etapa da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, foi marcado pelos ventos rondados no Canal de São Sebastião, o que equilibrou a disputa da Classe C30. Após três regatas, uma no sábado e duas no domingo, Kaikias Maserati e Caiçara UV.Line somam sete pontos perdidos, contra oito de eCycle +Realizado e Caballo Loco.

O vento demorou para entrar no sábado, o que impediu a Comissão de Regatas (CR) de realizar mais de uma prova. A regata na Ponta das Canas, com vento leste em torno de oito nós, teve vitória do líder do campeonato Caiçara UV.Line. No domingo, com duas largadas, em raias diferentes, eCycle +Realizado venceu a primeira e Kaikias Maserati, a segunda, em cima da linha, aproveitando-se do Caballo Loco retido pela correnteza. O vento em torno de oito nós rondou quase 180 graus, de norte para sul, desafiando CR e velejadores.

A variação do vento deixou as regatas abertas e ofereceu diferentes opções táticas às tripulações. "Com os ventos rondados, tivemos muitas alternativas na raia. Vencemos a primeira porque estávamos no lugar certo após mais uma rondada. Parecia regata de represa", observou o trimmer (responsável pelas velas) do eCycle +Realizado, Ricardo Apud.

"Na segunda regata de domingo, ficamos a três metros da linha de chegada, mas não conseguíamos cruzar por causa da forte correnteza no canal. Foi difícil, mas interessante. Uma regata maluca", definiu Apud. A terceira das quatro etapas do circuito de 2018 será concluída no próximo fim de semana, 1º e 2 de setembro.

O atual tricampeão Caiçara UV.Line lidera a temporada, além de ter conquistado em julho, também em Ilhabela, a Semana de Vela e o Campeonato Brasileiro da Classe C30. O Yacht Club Ilhabela (YCI) recebeu mais de 30 embarcações entre as classes C30, HPE 25, IRC, RGS e Bico de Proa.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.