Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Classe C30 retorna a Ilhabela após emoções da Semana de Vela

Antonio Alonso

25/08/2018 13h48

Largada da Classe C30 na Semana de Vela de Ilhabela (Marcos Méndez / SailStation)

Um mês após o encerramento da maior competição oceânica do continente, a Semana de Vela de Ilhabela (SVI), os barcos da Classe C30 se preparam para retornar às raias do Canal de São Sebastião no Circuito Ilhabela – Copa Suzuki. Com os dois títulos conquistados no final de julho, bicampeão da SVI e o inédito Campeonato Brasileiro, o Caiçara UV.Line, comandado por Marcos Cesar, é destaque na flotilha das velozes embarcações.

Apesar da hegemonia do Caiçara UV.Line nas últimas competições, a disputa recente em Ilhabela confirmou o equilíbrio da classe, com vantagem de apenas dois pontos do vencedor sobre o vice-campeão, Zeus Team, de Florianópolis (18 contra 20 pontos perdidos) após nove regatas. Loyal Red Nose ficou em terceiro com 22 pontos.

"Importante é mantermos a tripulação unida e voltarmos o foco para o Circuito Ilhabela (Copa Suzuki). O nível dos adversários está crescendo e precisamos ficar atentos", recomenda o comandante e timoneiro do Caiçara UV.Line, Marcos Cesar. O barco do Pindá Iate Clube (Ilhabela) é o atual tricampeão do circuito.

O proeiro do Caiçara UV.Line, Gabriel De Capitani, afirma que as regatas acirradas da Semana de Vela, motivam ainda mais as tripulações da C30. "Os títulos que conquistamos em Ilhabela reforçam nosso entusiasmo. Mais barcos estiveram na raia, o que eleva o nível da classe e incentiva as equipes a cada competição", considera Capitani.

O esforço das demais tripulações nos dois próximos finais de semana em Ilhabela será perseguir ou tentar superar o líder Caiçara. Após duas das quatro etapas anuais, o Caballo Loco é o segundo colocado, seguido por eCycle +Realizado, Kaikias e Barracuda. Mais cinco regatas estão previstas entre sábado e domingo.

Barco novo, vida nova – Enquanto o atual tricampeão traz uma tripulação entrosada, o Kaikias disputará a Copa Suzuki pela primeira vez com a nova equipe, estreante na C30 há um mês na Semana de Vela. Os experientes velejadores trazem histórico vitorioso da Classe HPE 25 com o Fit to Fly, atual vice-campeão paulista, brasileiro e da Semana de Vela.

O timoneiro do Kaikias, Beto de Jesus, encara o novo barco como um desafio para os velejadores já acostumados às regatas oceânicas. "O barco é mais técnico, as disputas mais intensas e encontraremos adversários muito bem preparados, mas para nós, será um ano de aprendizado sobre o barco: dominar as regulagens, entrosar a tripulação com treinos sucessivos e conhecer melhor os equipamentos", aponta Beto.

O comandante Eduardo Mangabeira, assim como, Beto e Xandi Paradeda migraram do HPE 25 Fit to Fly, barco com quatro tripulantes, para o C30 Kaikias, com seis velejadores. Complementam a equipe, os ilhabelenses: Anna Júlia Tenório, campeã sul-americana de Snipe ao lado de Paradeda, Marcelo e Nicolas de jesus.

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.