PUBLICIDADE
Topo

Sobre as Águas

Classe mais numerosa, HPE 25 é promessa de emoção em Ilhabela

Antonio Alonso

20/07/2018 15h34

Flotilha de HPE 25 em popa, em Ilhabela (Marcos Méndez / SailStation)

Com a proliferação da HPE 25 para várias cidades brasileiras, a disputa da classe na Semana de Vela de Ilhabela (SVI), de 21 a 28 de julho, ganha dimensões de um campeonato nacional. São esperadas tripulações de São Paulo (Flotilha Guarapiranga), Ilhabela, Rio de Janeiro e Florianópolis, distribuídas em aproximadamente 20 barcos, a mais numerosa flotilha one design.

Apesar do equilíbrio na classe, nos últimos seis anos, apenas dois barcos conquistaram a SVI na Classe HPE 25. O atual campeão, Ginga (2013,14,16 e 17) e o Bond Girl (2012 e 15). Ambos se colocam novamente entre os favoritos com suas experientes tripulações comandadas por Breno Chvaicer e Rique Wanderley, respectivamente.

Fit to Fly, vice-campeão brasileiro e da SVI em 2017, e Dom, terceiro colocado no Brasileiro, também costumam ser velozes nas raias do Canal de São Sebastião. "Para nós o importante é esse encontro de velejadores de diferentes localidades do País. Fortalece o campeonato. Teremos inclusive neste ano o intercâmbio com uma tripulação argentina, o que mostra a força da HPE 25", declara o presidente da classe e comandante do barco Dom, Pedro Lodovici.

Além dos argentinos, outra novidade da HPE 25 na SVI será a equipe Mussulo Angola Cables, comandada pelo neurocirurgião angolano José Guilherme Pereira Caldas. A tripulação está acostumada a travessias oceânicas, como a Regata Cape Town – Rio. Caldas e Léo Chicourel competiram na última Transat Jacques Vabre.

Ao contrário de 2017, quando Ilhabela sediou primeiro o Campeonato Brasileiro, em junho, e na sequência a Semana de Vela, em julho, neste ano o Brasileiro virá depois da SVI, em novembro, no Iate Clube do Rio de Janeiro. Na mesma semana será realizada a final do Ranking Gil Souza Ramos, que reunirá os dez barcos mais bem classificados da última temporada nas flotilhas de HPE 25 de São Paulo, Ilhabela e Rio de Janeiro.

A SVI será aberta para a HPE 25 neste sábado (21) com a regata de percurso Renato Frankenthal, porém, a pontuação para a campeonato será válida a partir das provas de quarta-feira. Em 2017 a classe disputou dez regatas em quatro dias, com a participação de 18 barcos. A flotilha nacional conta atualmente com 61 embarcações.

Classe HPE 25 na SVI 2017 (dez regatas e um descarte)

1 – Ginga (Breno Chvaicer) – 18 pontos perdidos

2 – Fit to Fly (Henrique Haddad) – 33 pp

3 – Bond Girl (Rique Wanderley) – 37 pp

4 – Conquest (Marco Hidalgo) – 54 pp

5 – Dom (Pedro Lodovici) – 57 pp

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.

Blog Sobre as Águas