Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Austrália terá parada extra na Volvo Ocean Race de 2017-18

Antonio Alonso

26/01/2017 21h09

Foto: Roberto Seba

Foto: Roberto Seba

A Volvo Ocean Race anunciou, na madrugada desta sexta-feira (27), a entrada de Melbourne na edição 2017-18 da volta ao mundo. A parada australiana será entre a perna da Cidade do Cabo e Hong Kong. Segundo a organização, os barcos devem chegar a Melbourne em 25 de dezembro, ou seja, no Natal.

A etapa entre a Cidade do Cabo e Melbourne terá 6.300 milhas náuticas. Os barcos vão ficar por uma semana na Austrália e não haverá In-port Race – regata local – em Melbourne. A largada para o próximo destino, que é Hong Kong, será dia 2 de janeiro do próximo ano. Ao todo, o evento de volta ao mundo terá 45 mil milhas náuticas. Em comparação com a edição passada, a regata terá três vezes mais navegação pelos mares do sul.

Sobre a Austrália

A mudança da rota de 2017-18 colocará a Austrália pela oitava vez no radar da Volvo Ocean Race. No entanto, será a primeira participação do país da Oceania em mais de uma década.

A história da Austrália na Volvo Ocean Race remonta à primeira edição em 1973-74. A regata parou pela primeira vez em Melbourne em 2005-06 e retorna agora para uma segunda vez. "Estamos muito satisfeitos por visitar Melbourne novamente – uma cidade vibrante de esporte e cultura com uma forte herança marítima", disse o chefe de operações da Volvo Ocean Race, Richard Mason.

"Tendo nascido na Austrália, eu não poderia estar mais animado em ver a regata no Down Under (expressão coloquial usada para se referir aos países da Oceania). Os fãs da vela em todo o país vão adorar ver os barcos".

As equipes vão deixar Alicante, Espanha, em 22 de outubro e partem para Lisboa, Cidade do Cabo, Melbourne e Hong Kong antes de uma transição sem valer pontos para Guangzhou, na China.

O ministro do turismo local, John Eren, comentou: "A Volvo Ocean Race é mais uma oportunidade para ver os melhores velejadores em ação. Grandes eventos são importantes para a economia. O governo local está orgulhoso com os patrocinadores envolvidos".

As duas pernas dos mares do sul – da Cidade do Cabo a Melbourne, e Auckland para Itajaí – mais a perna do Atlântico Norte perto do final da regata, de Newport para Cardiff – terão pontos dobrados. A perna mais longa será de 7.600 milhas náuticas de Auckland para Itajaí.

A Volvo Ocean Race anunciou recentemente uma série de grandes mudanças nas regras da aventura clássica de 43 anos, incluindo um grande incentivo para as equipes competir com mulheres.

A regata fechou as datas para toda a rota 2017-18. As datas-chave são as seguintes:

Alicante
Abertura do Race Village – 11 de outubro de 2017
In-port Race de Alicante – 14 de outubro de 2017
Largada da perna 1 – 22 de outubro de 2017
– – – –
Lisboa
In-port Race de Lisboa – 28 de outubro de 2017
Largada da perna 2 – 5 de novembro de 2017
– – – –
Cidade do Cabo
In-Port Race da Cidade do Cabo – 8 de dezembro de 2017
Largada da perna 3 – 10 de dezembro de 2017
– – – –
Melbourne
Largada da perna 4 – 2 de janeiro de 2018
– – – –
Hong Kong e Guangzhou
In-Port Race de Hong Kong – 27 de janeiro de 2018
– – – –
In-Port Race de Guangzhou – 2 de fevereiro de 2018
– – – –
Largada da perna 5 – 7 de fevereiro de 2018
– – – –
Auckland
In-Port Race de Auckland – 10 de março de 2018
Largada da perna 6 – 18 de março de 2018
– – – –
Itajaí
In-Port Race de Itajaí – 20 de abril de 2018
Largada da perna 7 – 22 de abril de 2018
– – – –
Newport
In-Port Race de Newport – 19 de maio de 2018
Largada da perna 8 – 20 de maio de 2018
– – – –
Cardiff
In-Port Race de Cardiff – 8 de junho de 2018
Largada da perna 9 – 10 de junho de 2018
– – – –
Gotemburgo
In-Port Race de Gotemburgo – 17 de junho de 2018
Largada da perna 10 – 21 de junho de 2018
– – – –
Haia
In-Port Race de Haia – 30 de junho de 2018

Austrália na Volvo Ocean Race:

11 velejadoes australianos participaram na edição de 2014-15: Will Oxley (Alvimedica), Phil Harmer e Luke Parkinson, Sophie Ciszek, Stacey Jackson e Liz Wardley (SCA), Andrew Cape (Brunel), Chris Nicholson, Tom Johnson e Tom Addis (todos Team Wind Vestas), e Jack Bouttell (Dongfeng Race Team).

A Volvo Ocean Race visitou a Austrália sete vezes antes: Sydney em 1973-74, 1997-98 e 2001-02, Fremantle em 1989-90, 1993-94 e 1997-98 e Melbourne em 2005-06.

Foto: Amory Ross / Team Alvimedica / Volvo Ocean Race

Foto: Amory Ross / Team Alvimedica / Volvo Ocean Race

Foto: Amory Ross / Team Alvimedica / Volvo Ocean Race

Foto: Amory Ross / Team Alvimedica / Volvo Ocean Race

Foto: Rick Tomlinson/Volvo Ocean Race

Foto: Rick Tomlinson/Volvo Ocean Race

Foto: Rob Blackburn

Foto: Rob Blackburn

Foto: Rob Blackburn

Foto: Rob Blackburn

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.