Sobre as Águas

Arquivo : Bochecha

Barco de Itajaí é o primeiro confirmado na Semana de Vela de Ilhabela
Comentários Comente

Antonio Alonso

ilhabela

O primeiro barco a se inscrever na Semana de Vela de Ilhabela 2016 foi o Itajaí Sailing Team. A equipe de Santa Catarina terá nomes importantes no cenário da modalidade como Marcelo Gusmão, Daniel Glomb e o técnico será André ‘Bochecha’ Fonseca, que recentemente disputou a Volvo Ocean Race como único tripulante brasileiro. O barco que leva o nome da cidade, que foi sede das duas últimas Volta ao Mundo e Transat Jacques Vabre, tem o objetivo de fazer bonito nas regatas, marcadas para o período entre 1 e 9 de julho, no Yacht Club de Ilhabela.

”O motivo que fez sermos o primeiro barco inscrito foi principalmente pela motivação que o evento proporciona a toda tripulação. Nossa confirmação no evento dá auto-estima e aumenta nosso compromisso ao projeto, que nasceu principalmente depois que Itajai recebeu as últimas duas paradas da regata Volvo Ocean Race e a Transat Jaques Vabre”, disse Alexandre Santos, idealizador do Itajaí Sailing Team.

As inscrições para a Semana de Vela de Ilhabela 2016 começaram neste domingo (1º). Serão mais de 100 regatas programadas e mais de 1.000 velejadores do Brasil e de outros países em ação, espalhados por 13 classes diferentes. Os tripulantes devem se inscrever no site oficial www.svilhabela.com.br. O evento também será válido como Sul-Americano de ORC.


Escalado de última hora, Bochecha é único brasileiro na Volta ao Mundo
Comentários Comente

Antonio Alonso

Divulgação

André Fonseca será único brasileiro na Volvo deste ano

A menos de um mês da largada da Regata Volta ao Mundo, a Volvo Ocean Race, o catarinense André Fonseca passa a ser o único brasileiro nesta edição da competição. Antes da escolha de Bochecha pelo Team España, a organização já havia confirmado que esta seria a primeira regata em 10 anos sem a participação de nenhum brasileiro. Desde o projeto Brasil 1, barco nacional que competiu a edição 2005-2006, a regata sempre contou com brasileiros e teve até um comandante campeão, Torben Grael, em 2008-2009.

Aos 36 anos, Bochecha tem um currículo invejável. Ele parte para sua terceira volta ao mundo com o status de um dos melhores timoneiros de toda a flotilha. Velejador olímpico (disputou a classe 49er em 2004 e 2008), Bochecha vai cumprir uma das funções mais importantes a bordo, a de chefe de turno.

A ausência de brasileiros vinha sendo tratada como uma ducha de água fria para a regata. Ao final da última regata, entusiastas brasileiros chegaram a falar em inscrever dois barcos nacionais e a organização chegou a confirmar duas paradas no Brasil: Recife e Itajaí. Os sonhos caíram, mas restou Itajaí, a cidade catarinense que se transformou em uma das paradas mais animadas e populares da Volta ao Mundo. A escolha de um velejador de Santa Catarina não aconteceu por acaso.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>