Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Troca de barcos agita Classe C30 no Circuito Ilhabela de Oceano

Antonio Alonso

13/09/2019 14h10

Flotilha de C30 em Ilhabela (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Após duas etapas, a liderança da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica – na Classe C30 é do Caiçara com a mesma pontuação do Kaikias Maserati, mas a movimentação da terceira etapa, a partir deste sábado (14/9), ficará por conta de Barracuda e Caballo Loco, depois de os respectivos comandantes, Humberto Diniz e Mauro Dottori anunciarem a troca pura e simples de suas embarcações.

O Caballo Loco vem de um título inédito na Semana de Vela de Ilhabela, em julho, enquanto Barracuda demonstrava necessidade de ajustes para velejar lado dos barcos mais velozes da C30. "É uma grande novidade para a classe. Agora o Caballo Loco é o numeral 01 e o Barracuda passa a ser o 05. O mais importante é que estamos ansiosos para retornar à raia após a Semana de Vela e deveremos contar com seis rivais na C30. Como sempre, a briga será boa e equilibrada", afirma Dottori.

A tripulação do atual tetracampeão da Copa Suzuki, Caiçara, quer retomar o rumo das vitórias. "Estamos empolgados por retornarmos a Ilhabela nos dois próximos finais de semana. Não tenho dúvidas que as regatas serão novamente muito disputadas na C30. Queremos competir em alto nível, extraindo o melhor do barco para mantermos a liderança na única competição da classe que se estende ao longo do ano todo", assegura o comandante do Caiçara, Pablo Lynn.

O rival Kaikias Maserati também vem embalado para mais uma disputa que promete duelos acirrados entre os líderes. "Estamos há quase dois meses sem velejar. Correr uma regata, rever os amigos e tomar uma gelada na varanda do Yacht Club Ilhabela, não tem preço. O campeonato está muito equilibrado e o nível das tripulações, elevado. Nossa equipe trabalhou super bem para conquistar o título brasileiro da C30. Estamos ansiosos, porém confiantes. Vamos com tudo rumo à liderança", deseja o timoneiro do Kaikias Maserati, Beto de Jesus.

Caiçara e Kaikias somam 26 pontos perdidos após 14 regatas, com uma vitória a mais (4 a 3) em favor do Caiçara na C30. A terceira e penúltima etapa da Copa Suzuki de 2019 será disputada nos dias 14 e 15, 21 e 22 de setembro. As demais classes têm os seguintes líderes: Conquest Econ (HPE 25), Kamaiurá (Clássicos), Triton (RGS) e Rudá (IRC). Mais de 30 embarcações são esperadas em Ilhabela.

Copa Suzuki após 14 regatas (dois descartes)

1 – Caiçara (Pablo Lynn): 2 2 RDG 1 3 1 2 (7 DSQ) 4 (5) 2 3 4 1 1 = 26 pp

2 – Kaikias Maserati (E.Mangabeira): (4) 3 2 1 3 1 3 1 3 3 2 2 (6 DNF) 2 = 26 pp

3 – Katana Portobello (Cesar Gomes): 3 2 3 (4) 4 3 4 3 1 1 1 1 2 (6) = 28 pp

4 – Caballo Loco (Mauro Dottori): 1 1 RDG (4) 2 2 4 1 2 4 (5) 4 3 3 4 = 31 pp

5 – eCycle +Realiazado (José Apud): (5) 3 (5) 5 5 5 2 5 2 4 5 5 4 3 = 48 pp

6 – Barracuda (Humberto Diniz): 6 (7) (7) 6 6 6 5 6 6 6 6 6 6 6 = 71 pp

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.