Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Classe C30 define primeira etapa da temporada de oceano em Ilhabela

Antonio Alonso

2022-03-20T19:14:06

22/03/2019 14h06

Kaikias Maserati, vice-líder em Ilhabela (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

A primeira etapa da XIX Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica – aberta em 16 e 17 de março, será concluída neste fim de semana (23 e 24). Três barcos saíram na frente com vitórias distintas nas três primeiras regatas do ano: os locais Caballo Loco e Caiçara, e o Katana Portobello, de Florianópolis. Pela regularidade, Kaikias Maserati é o vice-líder da etapa.

Apenas três pontos separam os três primeiros colocados. O líder Katana soma sete pontos perdidos, contra oito do Kaikias Maserati, e dez do Caiçara, atual tetracampeão da Copa Suzuki. A troca constante de posições entre as embarcações marcou as primeiras regatas em Ilhabela. Caballo Loco venceu a prova de percurso. Katana e Caiçara ganharam uma barla-sota (regata entre duas boias) cada.

"A Classe C30 está muito disputada. Cinco barcos correram em Florianópolis no Circuito Ilha de Santa Catarina e agora temos seis em Ilhabela. Números expressivos para uma classe one design. E o mais importante, todas as tripulações de alto nível. É a classe oceânica do momento", exalta Beto de Jesus, natural de Ilhabela e timoneiro do Kaikias Maserati, campeão em Florianópolis, onde as regatas também foram válidas pela primeira etapa do Campeonato Brasileiro de C30.

"Não fomos bem na regata de percurso no último sábado e no domingo deixamos a vela balão cair na água em uma manobra, mas nos recuperamos. Mudamos 50% da tripulação em relação a Florianópolis e ainda estamos buscando entrosamento. O C30 é um barco que exige muito dos tripulantes, o tempo todo. Qualquer ajuste faz a diferença", conta Beto de Jesus.

A ideia da tripulação do Kaikias Maserati é, justamente, aproveitar as regatas da Copa Suzuki para adquirir o entrosamento necessário para os próximos campeonatos. "O próximo fim de semana promete nova disputa intensa. Diante de adversários experientes e muito velozes, precisamos aproveitar ao máximo nosso conhecimento da raia. Nosso foco é a Semana de Vela e o Brasileiro, mas o jogo está aberto na primeira etapa", constata o timoneiro Beto.

A primeira, das quatro etapas anuais da Copa Suzuki, será concluída neste fim de semana (23 e 24/3) com sede no Yacht Club Ilhabela (YCI), onde serão julgados os pedidos de reparação da Classe C30 na manhã de sábado, referentes à segunda regata. As demais classes têm liderança dos seguintes barcos: Ginga e Conquest Econ (HPE 25), Asbar e Inaê 40 (IRC), Kamaiura (Clássicos) e Zeus (RGS). Largadas a partir de meio-dia.

Classificação provisória da Classe C30 após três regatas

1 – Katana (07) – Cesar Gomes Neto: 3+1+ 3 = 7 pontos perdidos

2 – Kaikias Maserati (03) – Eduardo Mangabeira: 4+2+2 = 8 PP

3 – Caiçara (09) – Marcos de Oliveira Cesar: 2+7(DNF)+1 = 10 PP

4 – Caballo Loco (05) – Mauro Dottori: 1+7(DNF)+4 = 12 pp

5 – eCycle +Realizado (02) – José Luiz Apud: 5+7(DNF)+5 = 17 pp

6 – Barracuda (01) – Humberto Diniz: 6+7(DNF)+7(DNC) = 20 pp

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.