Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

Classe C30 e Caiçara retornam com força total ao Circuito Ilhabela 2018

Antonio Alonso

12/03/2018 14h12

Caiçara, com vela balão azul, na liderança (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

O primeiro fim de semana da etapa de abertura da Copa Suzuki em Ilhabela, ratificou a força do Caiçara na vela oceânica, com cinco vitórias em cinco regatas. O segundo melhor desempenho foi do Caballo Loco, com três segundos lugares, seguido por eCycle +Realizado e Barracuda. Neste domingo (11) foram mais duas provas com vento sul entre 8 e 14 nós. A etapa será concluída no próximo fim de semana (17 e 18/3) com sede no Yacht Club Ilhabela.

Para o atual tricampeão Caiçara, a temporada começou de forma promissora. "O final de semana foi muito bom para nós. A equipe teve excelente desempenho e acredito que os novos uniformes da nossa apoiadora UV.Line, além de proteção total para a pele, também nos trouxeram sorte. Foram três regatas no sábado com ventos de quadrante sudeste, com rajadas de 14 nós. Vencemos as três, mas tivemos muitas disputas entre os competidores e várias alternâncias nas posições", relatou o comandante do Caiçara. Marcos Cesar.

"Nas duas regatas de domingo, com vento sul de até 16 nós e correnteza de norte, velejamos próximos à costa de Ilhabela, proporcionando belíssimo visual para quem estava nas praias. Queimamos a largada na segunda prova, pagamos a penalização e ainda nos recuperamos. Como os barcos têm desempenho praticamente idênticos, estava quase impossível de o Caiçara alcançar os adversários, mas graças ao entrosamento da equipe, acertamos a tática e as manobras para chegarmos à frente", elogiou Marcos Cesar.

Terceiro colocado na classificação parcial da primeira etapa, o eCycle +Realizado travou disputas intensas com Caballo Loco e Barracuda, segundo e quarto colocados, respectivamente. "O domingo foi muito bom, com regatas muito equilibradas e alternativas interessantes. Ainda precisamos buscar um pouco mais de velocidade e melhorar o ângulo no contravento se quisermos superar o Caiçara. Eles estão um passo à frente das demais tripulações, mas não vamos desistir", determinou o trimmer do eCycle +Realizado, Ricardo Apud.

Tripulação afinada – Em uma classe que tem como característica a competitividade devido ao equilíbrio entre as embarcações, a manutenção dos tripulantes vem fazendo a diferença a favor do Caiçara nos últimos anos. O proeiro Gabriel De Capitani ratifica a ideia. "O fim de semana mostrou que o time entrosado faz o barco andar rápido. Estamos sempre buscando a evolução e novas técnicas para nos aperfeiçoarmos. É bom começar a temporada ganhando. Eleva o moral do time", afirmou Capitani.

Para o secretário de bordo, Carlos Ney Ribeiro, o Caiçara soube fazer a leitura correta das condições de vento. "No sábado, após largadas muito disputadas, percebemos que algumas rajadas favoreciam o lado esquerdo da raia e prevaleceu a tática. Domingo, com um sul médio (vento) pudemos velejar no meio do canal (de São Sebastião). Foram dois dias de tempo bom, vento adequado e raias bem montadas. Um ótimo início de temporada", exclamou Carlos Ney.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.