Topo
Sobre as Águas

Sobre as Águas

World Sailing eleva status da Star Sailors League a Evento Especial

Antonio Alonso

16/11/2017 13h46

Disputa na boia na SSL Finals em 2016 nas Bahamas (Martinez Studio/SSL)

A World Sailing, o órgão máximo da vela mundial, anunciou em sua conferência anual em Puerto Vallarta, México, neste mês, que a Star Sailors League (SSL) foi reconhecida com status de Evento Especial, condição até hoje atribuída apenas a outras seis regatas: Volvo Ocean Race, America's Cup, Extreme Sailing Series, World Match Racing Tour, PWA World Tour e World's Kitesports Association's Freestyle Tours.

O status de Evento Especial garante ao órgão mundial reconhecer e sancionar as competições da SSL. A World Sailing também passará a apoiar a Liga com atividades promocionais e de marketing, além de fornecer juízes e oficiais internacionais de regata. Como parte do acordo, os eventos também serão realizados sob as Regras de Navegação e Regulamentos da World Sailing, não impedindo, porém, que a Star Sailors League altere certas regras.

Idealizador e proprietário da Star Sailors League, o suíço Michel Niklaus enalteceu a atitude da entidade mundial, com sede em Londres. "A notícia vem no momento em que estamos nos preparando para a quinta edição da SSL Finals, a partir de 4 de dezembro, em Nassau, nas Bahamas. Ficamos extremamente satisfeitos pelo reconhecimento da World Sailing", agradeceu o fundador da Star Sailors League.

Niklaus acredita que a forma de disputa seja um dos fatores de sucesso da SSL, entidade dirigida pelos próprios atletas. "Nosso sistema de classificação é inspirado no ranking ATP, do tênis, o que atrai medalhistas olímpicos, estrelas da América's Cup, campeões mundiais de várias classes e os melhores velejadores de oceano, competindo uns contra os outros em condições de igualdade", justifica o dirigente suíço. "A Star Sailors League celebra não apenas os atuais heróis da vela, mas as lendas que fizeram a história do nosso esporte".

Sobre a Star Sailors League – Por iniciativa dos melhores velejadores do mundo, um circuito internacional de regatas foi lançado em janeiro de 2013, após o último ano da Star como classe olímpica, nos Jogos de Londres. Com o nome de Star Sailors League (SSL), adotou-se os rankings de timoneiros e proeiros, incluindo-se todas as regatas da classe Star, cerca de 200 por ano, com classificação mundial unificada, a exemplo do ATP World Tour criado pelos próprios jogadores em 1972.

Como no tênis, a SSL distribui prêmios em dinheiro para seus atletas e planeja organizar quatro Grand Slams e uma final mundial entre os anos 2020 e 2022. A premiação total para a SSL Finals nas Bahamas é de 200 mil dólares. A competição é realizada anualmente desde 2013 na primeira semana de dezembro com organização do Nassau Yacht Club. Em 2015 a Suíça recebeu o SSL Lake Grand Slam e no ano seguinte foi realizado o SSL City Grand Slam em Hamburgo, Alemanha. Cada um dos eventos reuniu 80 barcos da classe Star.

 

Sobre o Autor

Antonio Alonso Jr é capitão amador e cobre esporte há 15 anos, com passagens pela Folha de S.Paulo e por um UOL ainda em seus primeiros anos de vida. Jornalista e formado também em Esporte teve a excêntrica ideia de se dedicar à cobertura náutica, com enfoque para a Vela. Depois de oito anos na principal revista especializada do país, estreia seu blog em novo endereço no UOL.

Sobre o Blog

A vela é o exemplo claro de que o sucesso de um esporte não se mede em medalhas. Ela foi o esporte que mais medalhas Olímpicas deu ao Brasil. Ainda assim, é um esporte desconhecido, com enorme dificuldade de atrair público e restrito a guetos idílicos. Este blog não está interessado em resolver esse problema, mas em trazer mais para perto esse esporte excêntrico, complicado talvez, mas cheio de matizes empolgantes e que coloca atletas e meio-ambiente numa simbiose singular no mundo esportivo. Bem-vindo a bordo.