Sobre as Águas

MAPFRE tem equipe de terra experiente para Volvo Ocean Race 2017-18

Antonio Alonso

Uma equipe de volta ao mundo não é formada apenas pelos velejadores e navegadores a bordo nas regatas. A cada milha navegada pelos barcos, é impossível destacar o mérito dos integrantes da equipe de terra, que fazem toda a preparação das embarcações antes das etapas. Esse grupo é formado por especialistas em várias áreas e, para a edição 2017-18, o MAPFRE já tem definido seu capitão e seu construtor naval, Santiago Pablos e Gonzalo Fernández “Nervio” de Velasco, respectivamente .

Santi Pablos e “Nervio” contam com muitos anos de experiência no mundo da vela. No caso do “Nervio”, mais de 22 anos como integrante de equipes de terra. Ele com 23 anos já estava na função em uma campanha de America's Cup. O primeiro grande projeto de Santiago Pablos foi nesse evento em 2007, que durou dois anos e meio na base de Valência para o Desafio Espanhol. Depois, ele trabalhou na Barcelona World Race com o IMOCA 60 “MAPFRE” de Iker Martínez y Xabi Fernández e brilhou na mesma equipe na Volvo Ocean Race 2014-15.
Santi, que também estava na Volta ao Mundo passada, é ligeiro na arte dos sistemas de barco e motor como hidráulica. ''Em outras palavras, tudo está relacionado à fibra no barco, tanto a parte de estrutura, choque e peças'', explica. ''E, claro, o acabamento do barco precisa ser perfeito para navegar melhor''.

A dupla já embarca para Lisboa, na próxima segunda-feira, local onde está o MAPFRE: ''O barco sai do processo de pintura e montagem final. Nosso objetivo é verificar se tudo está correto e começar a preparar o MAPFRE'', disse Nervio.

A largada será em 22 de outubro e as equipes terão os barcos one-design Volvo Ocean 65. Saindo de Alicante, a regata passará por Lisboa, Cidade do Cabo, Melbourne, Hong Kong, Guangzhou, Auckland, Itajaí, Newport (Rhode Island), Cardiff e Gotemburgo antes da chegada em Haia.